abrir meu próprio negócio |

Será mesmo que é muito tarde pra começar a empreender?

Acha que está velho demais para essas coisas? Vamos te convencer do contrário É bem curioso que, nessa sociedade ocidental moderna, a juventude seja tão supervalorizada e, lá pelos 30 anos de idade,

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Acha que está velho demais para essas coisas? Vamos te convencer do contrário :)

É bem curioso que, nessa sociedade ocidental moderna, a juventude seja tão supervalorizada e, lá pelos 30 anos de idade, as pessoas já estejam achando que a vida está definida, escrita em pedra e que, dali em diante, basta apenas empurrar com a barriga, viver a rotina e esperar a morte chegar. Parece meio mórbido, mas tem um fundo de verdade: quem já não se sentiu pressionado a escolher uma carreira, um modo de vida, uma profissão e um lugar para viver para sempre antes dos 20 anos de idade? Sem nem saber ao certo se é aquilo mesmo que faz o coração bater mais forte?

A cobrança das pessoas nesse sentido é bem grande, e isso só leva à existência de gente infeliz com a própria profissão, mal-humorada de segunda a sexta feira das 8h às 18h, esperando que o mundo acabe logo e (pior) tratando mal as pessoas que nem tem nada a ver com sua escolha não-muito-acertada. Mas, num tempo em que a expectativa de vida chega aos 70, 80 anos, será que dá mesmo para achar que as coisas são tão definitivas aos 25? Será mesmo que, aos 30, você tem que parar bem aí onde está e não andar nem mais um passo à frente porque já está tudo determinado em sua vida? Achamos bem seguro dizer que, pelos dias de hoje, o período inteiro de uma vida permite umas duas ou três guinadas violentas de caminho (é, essa foi para você aí que sempre sonhou em dedicar-se integralmente a pintar barcos de pesca ou virar luthier). Talvez, o maior obstáculo nem seja aquele diploma da faculdade que você nem queria muito fazer, ou as contas que chegam no final do mês (ora, elas chegarão esteja você feliz com seu trabalho ou não). O maior obstáculo deve estar aí, dentro de você mesmo. Chega uma hora que nem o maior salário do mundo é suficiente para animar uma existência *morna *dessas.

Não é de hoje que a gente procura mil motivos para te animar a ir lá e fazer, porque acreditamos que o empreendedorismo pode salvar sua vida quando ela está mais ou menos. Além de ser um desafio de você para você mesmo (e sabe aquele gostinho de realização que só vem quando você sente que foi responsável por todo aquele sucesso?), empreender pode tornar as coisas bem mais fáceis depois que você passou pelos desafios e provações do início – e ainda garante desafios ainda maiores depois, quando você poderia facilmente estagnar e não evoluir mais. A verdade é que a juventude ainda é hipervalorizada, o que leva pessoas a usarem todos os métodos possíveis para evitar a passagem do tempo (e a desistirem mais facilmente quando chegam aos 30).

Principalmente no mundo do empreendedorismo, as histórias-inspiradoras-mais-contadas são sempre de jovens brilhantes que ficaram milionários muito cedo (afinal, é preciso juventude para aproveitar todos aqueles iates). Na contramão disso tudo, Anna e Mark Vital deram uma olhada nas biografias dos fundadores das 100 maiores empresas do mundo (a da lista da Forbes). Analisando apenas os fundadores que começaram essas empresas (sem terem herdado elas ou sem a presença de governos, por exemplo), eles chegaram à conclusão de que há dois picos com o maior número de fundadores de empresas que fazem muito sucesso: nas faixas de 25-29 anos e 35-39 anos de idade. A idade média para iniciar uma dessas companhias top do mundo é 35 anos.

Isso se liga bastante àquela conhecida crise de meia idade, normal nessa faixa de idade, quando as pessoas resolvem *repensar *e dar aquela sacudida na vida inteira. Outro fenômeno interessante é que eles acabaram percebendo um tipo de ‘crise dos 25′, que (sem querer entrar em conversas sobre gerações XYZ) têm sido cada vez mais frequentes – e têm levado cada vez mais jovens a empreenderem ao invés de saírem da faculdade para um emprego não-tão-empolgante. A versão completa e interativa do infográfico está nesse link, onde você pode ver que teve gente fundando empresas bem sucedidas aos *61 anos de idade *(o caso do Charles Flint, da IBM) mas abaixo você vê as companhias fundadas por pessoas com 25-29 anos e com 35-39 anos de idade. Será mesmo que é tarde demais para você?

Empresas com fundadores de 25-29 anos

Empreendedores que começaram com 25-29 anos de idade

Empresas com fundadores de 35-39 anos

Empreendedores que começaram com 35-39 anos de idade

Fonte