Loja Virtual |

Quando vale a pena usar uma estratégia de frete grátis?

Fique por dentro dos principais critérios para elaborar sua política de frete grátis e atraia os consumidores sem prejudicar o faturamento do seu e-commerce.

Redação

Redação

O transporte de encomendas é um dos maiores desafios do e-commerce. Isso porque, somado ao prazo de entrega, o preço do envio também influencia muito na decisão de compra. Tanto que o valor do frete é responsável por 82,3% dos abandonos de carrinho, conforme aponta a pesquisa E-commerce Radar, da Neoatlas (empresa de solução de inteligência em comércio eletrônico).

Mas, se por um lado o frete pode ser um vilão na vida dos lojistas, por outro, se destaca como o gatilho emocional de venda mais popular. Como? Quando acompanhado da palavra mágica “grátis”.

Isso leva grandes e pequenos e-commerces a recorrer a esta estratégia para fisgar o cliente. Afinal, a técnica realmente dá certo. A questão é que para utilizá-la, sem afetar a saúde financeira do negócio, é preciso cautela.

Continue essa leitura e saiba exatamente onde está pisando antes de elaborar sua política de frete grátis.

Frete grátis é a melhor isca para levar à compra?

Não é à toa que o frete grátis é um gatilho emocional poderoso no comércio eletrônico. Afinal, a isenção desse custo para o consumidor está diretamente ligada ao impulso da compra. Sem falar que, além de reduzir as taxas de abandono de carrinho e elevar as vendas, o frete grátis contribui para aumentar o ticket médio.

Outra vantagem é a influência no aumento da competitividade do e-commerce. Afinal, todos sabemos que o público compara valores e condições dos produtos em diversos sites até fechar o pedido.

Entretanto, antes de assumir todo o custeio do transporte, é necessário tomar alguns cuidados para não impactar negativamente o faturamento do seu negócio.

Mas, quando e como aplicar o frete grátis?

Coerência acima de tudo. Primeiro, resista para não dar o passo maior do que a perna. Estude a real condição da sua loja virtual ao conceder este benefício aos consumidores. A eficácia desse método depende de evitar colocar em risco a sustentabilidade das suas atividades. Lembre-se disso!

Para te ajudar a elaborar com assertividade sua política de fretes, reunimos alguns pontos a serem considerados nessa hora. Veja a seguir:

1) Determine valores mínimos de compra para o frete grátis

Estipule valores mínimos de compras para oferecer essa vantagem. O ideal é garantir que o impacto do investimento não prejudique a operação do seu e-commerce. E de quebra, você ainda incentiva o consumidor a gastar mais.
Como ofertar frete grátis em artigos de menor preço pode ser um tiro no pé, é interessante criar mecanismos para driblar isso. Apostar em combos de produtos, que comprados juntos ganham frete grátis, também pode ser uma boa saída.

Então, você consegue ter duas formas distintas de incentivar o público a gastar mais para ter o frete grátis: alcançando um valor X ou comprando produtos combinados.

2) Ofereça a vantagem nos produtos mais lucrativos

Outro critério para a oferta da gratuidade é estender esse diferencial aos artigos de custo mais elevado do seu e-commerce. Ou seja, quanto mais caro o item, maior a probabilidade da loja assumir o gasto com o transporte.

Tanto neste exemplo, como no anterior, uma consequência positiva desta tática é aumentar o ticket médio. Afinal, as pessoas podem considerar as compras mais elevadas com um bom custo-benefício, desde que, acompanhadas de frete grátis.

Este empurrãozinho pode ser determinante na hora do cliente decidir fechar o pedido na sua página.

3) Fique de olho nas datas comemorativas

O frete grátis não precisa ser uma estratégia empregada em tempo integral. Você pode utilizá-la em períodos sazonais, como em determinadas datas comemorativas. A alternativa cai bem nesses momentos de aquecimento das vendas, quando o comércio eletrônico recebe picos mais acentuados de visitantes.
Pensando neste nicho, vale planejar a gestão do frete grátis para cada uma das febres de compras do ano.

4) Foque onde o público está

Outra forma de segmentar as campanhas de frete grátis é focar nas áreas com maior concentrações de público. Até agora, a região Sudeste permanece na liderança entre os locais com mais consumidores digitais. Assim, uma forma de alavancar a sua competitividade usando as entregas é direcioná-las para o lugar certo.

Entretanto, essa ação não pode ser vista como uma regra geral. Se o seu e-commerce for localizado em um estado distante do Sudeste, vale verificar se a medida não encarecerá demais as postagens. Neste caso, a distância é um indicativo, por exemplo, de que o Sudeste pode não ser o seu público ideal, enquanto as pessoas em seu próprio estado, sim.

Em qualquer uma das situações que falamos aqui, tenha sempre bom senso e avalie cada possibilidade com prudência.

5) Deixe o cliente decidir o que ele prefere

O frete grátis é um atrativo excelente para levar o cliente para o checkout. Mas não quer dizer, necessariamente, que ele vá preferir esse benefício em 100% das ocasiões. É possível, sim, que o consumidor prefira abrir mão da isenção do custo, se a prioridade dele for outra. Como o prazo de entrega, por exemplo.
Mesmo nos produtos enquadrados com frete grátis, ofereça ao cliente a opção de escolher outras alternativas de envio. Pode não parecer, mas existe a chance do tempo ser um atrativo mais relevante para algumas pessoas.

Neste caso, pode haver consumidores que prefiram pagar por uma entrega mais rápida. E então o lojista fica livre deste custo.

É importante atentar que consumidor está mais maduro e ciente do seu protagonismo nas escolhas que faz. Portanto, lembre-se que, assim como o valor do transporte importa para alguns clientes, para outros, a preferência é ter o produto em mãos o mais rápido possível.

Use isso a seu favor! Permita a autonomia do público e veja como você pode economizar com ela.

Organize também a gestão de fretes

Para sua política de frete grátis funcionar ainda melhor, a gestão de suas entregas como um todo precisa estar bem alinhada. Contar com diversas opções de transporte, sem precisar negociar contratos individuais com várias empresas, desponta como outro diferencial em que vale a pena investir.

Com uma ferramenta como o Melhor Envio, fica muito mais fácil e prático entregar suas encomendas. Com tecnologia própria, a plataforma disponibiliza gratuitamente a cotação de fretes, permitindo que você compare diferentes condições e prazos de envio simultaneamente.

Visite o site e conheça as ferramentas criadas para tornar o frete do seu e-commerce mais competitivo.

Este conteúdo é um guestpost e foi produzido por Andressa Barbosa | Blog Melhor Envio