comprar roupas online |

Troca de produtos em loja virtual: conheça o sistema da Posthaus

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"E-commerce de roupas lan\u00e7a servi\u00e7o especial de

Keslen Deléo

Keslen Deléo

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"E-commerce de roupas lan\u00e7a servi\u00e7o especial de devolu\u00e7\u00e3o para evitar problemas com consumidores"]">E-commerce de roupas lança serviço especial de devolução para evitar problemas com consumidores

Quem viveu nos anos 80/90 (principalmente no sul) deve lembrar do tempo em que comprávamos roupas (entre muitas outras coisas) pelo reembolso postal. A Posthaus era uma das revistas mais famosas desse serviço – e há algum tempo, comprada pelo Grupo Otto, da Alemanha, virou um e-commerce.

Mas vender roupas pela internet pode ser uma dor de cabeça para o lojista. Principalmente porque, quando as pessoas vestem a roupa, pode ser que elas olhem no espelho e achem que não tá bom. E isso as desencoraja muito, fazendo com que não queiram comprar de novo.
A Posthaus, pensando nesse problema e na dor de cabeça que é fazer uma troca em casos assim, criou uma página especial para o Sistema de Trocas, em que o cliente acessa o autoatendimento online, informa o que quer trocar e recebe um código para a troca, sem custo. Além disso, com esse sistema é possível ter um feedback mais imediato e saber o motivo da troca (que ajuda na parte de relacionamento com o cliente). Para Taisa Bornhofen, diretora comercial, esse sistema desafogou a central de atendimento da empresa, que recebe 80% menos solicitações.

Fonte: http://bit.ly/1gYs77n