SEO |

O que é SEO e por que ele é importante para a sua loja virtual?

Veja o que é SEO e como esse conjunto de técnicas pode ajudar a sua loja virtual a aparecer melhor nos resultados orgânicos de buscas na internet

Sueida Johann

Sueida Johann

Veja o que é SEO e como esse conjunto de técnicas pode ajudar a sua loja virtual a aparecer melhor nos resultados orgânicos de buscas na internet

Existem muitos recursos por aí para ajudar na divulgação e ranqueamento da sua loja, e neste artigo vamos falar sobre o que é SEO e como esse conjunto de técnicas, que vale tanto para o site como para o blog, pode ajudar a sua loja virtual a aparecer melhor nos resultados orgânicos de buscas na internet.

Já abordamos sobre esse assunto no artigo O que é Search Console?, que trata justamente de como monitorar e permanecer nos principais resultados de busca do Google. Mas, como é um assunto importante, queremos reforçar essa ideia, afinal sua loja precisa se destacar no mundo virtual e ser conhecida pelo seu público-alvo.

1. O que é SEO?

SEO significa “Search Engine Optimization” ou “Otimização para Mecanismo de Busca”.

O objetivo das técnicas de SEO é trabalhar o conteúdo de uma página para poder ser lido e identificado corretamente por um buscador. Sendo assim, seguir as boas práticas vai gerar um melhor posicionamento nos resultados de buscas em relação aos seus concorrentes. Em outras palavras, é utilizar-se de recursos e técnicas para que sua loja virtual apareça — e bem! — nas buscas feitas pelos potenciais clientes que estão no meio digital.

Não é de hoje que insistimos em nossos artigos que fazer seu negócio aparecer, com muita divulgação, propaganda e marketing, é fundamental para o sucesso. E, com o uso das “técnicas” de SEO, sua loja tem muito mais chances de se destacar. Por que os técnicas em aspas? Porque ao contrário do que muitos pensam, trabalhar SEO de verdade significa seguir boas práticas que o próprio Google e demais buscadores divulgam e não usar de métodos temporários que sempre são combatidos.

O SEO consiste, basicamente, em aliar fatores que possibilitam interpretar o conteúdo de forma que possa gerar mais tráfego e mais conversões. Dentre esses fatores, que o Google, por exemplo, leva em consideração para ranquear, estão:

1.1 Conceito On Page

On page, ou seja, otimizações dentro do seu próprio site ou página:

  • Heading Tags: aqui estamos falando de usar as tags H1, H2 e assim por diante. Uma dica bem importante é sempre colocar as palavras-chave ou produtos nas tags H1. E nunca use mais de um H1 por página. Nos textos, sempre trabalhe com H2 para separar tópicos importantes com subtítulos;
  • Atributo Alt Text em imagens: uma descrição para a imagem. Esse recurso é muito útil para programas leitores de telas, muito usados por cegos ou portadores de deficiência visual severa. Além disso, é também uma forma do buscador ler o conteúdo da imagem. Por exemplo, é importante que o alt de uma página de um produto seja o nome do próprio produto;
  • Qualidade do conteúdo: tão importante quanto o “link building” (mais detalhes logo abaixo), a qualidade do seu conteúdo é muito, mas muito importante mesmo. Afinal, os buscadores vão verificar o tempo médio de duração da visita para saber se o resultado apresentado nas primeiras posições satisfez a pergunta feita na busca do usuário. “Mas se eu tenho uma loja online, de que conteúdo estamos falando?” Bem, podemos falar de três aspectos:- a) Da loja: como em tudo no mundo online, você está competindo pela atenção dos consumidores com milhões e milhões de sites e lojas iguais a sua. Então, não adianta querer atingir todo mundo, porque isso simplesmente custa muito caro. Qual a saída então? Começar pelo básico, ou seja, descrever direitinho a sua loja. Sabe a página “sobre” ela? Ela não está lá à toa.

    Preencha com algo que conte um pouco da sua história, porque sua loja existe, porque ela é melhor do que as que estão por aí. E os seus dados de contato? Adicione também. E nada de colocar como email de contato contas de serviços gratuitos, como Gmail, Yahoo, Hotmail, Live, Outlook e por aí vai. Por quê? Porque não passa a credibilidade que você precisa passar para a sua loja.

    Mas o Google observa isso? Provavelmente não, mas se a sua loja não exibe esses dados na página inicial, por exemplo, você não consegue ativar sua conta para usar o Google Shopping. E, como todos sabemos, os serviços do Google estão cada vez mais integrados e inteligentes e, por isso, vale a pena tomar esses cuidados básicos;
  • b) Dos produtos:tome os mesmos cuidados que sugerimos para a loja, ou seja, detalhe bem a descrição com conteúdo original, observe o que os seus possíveis clientes procuram no Google para escolher as palavras-chave certas e argumente as características que podem despertar interesse do consumidor em realizar a compra. Lembra da sugestão que demos de ler o artigo O que é Search Console? Não deixe deseguir ela!
  • c) Da promoção da sua loja: Você pode criar conteúdo relacionado aos produtos que vende para atrair possíveis leads pelo buscador. A finalidade de usar um blog, por exemplo, para promover a sua loja é torná-la conhecida e, claro, gerar “link building” por meio de outros sites que vão criar links para o seu domínio.

1.2 Conceito Off Page

Off page são fatores externos ao seu site:

  • Quantidade de links externos: é o famoso link building (construção de links). Esse é um aspecto super importante, pois é um indicador que ajuda a sua página ou produto a fazer sucesso com o público. “Links externos” são links de outros sites que apontam para a sua página ou produto.

    Imagine que você tem uma loja, super lindona, e as pessoas falam dela em blogs, redes sociais e afins, apontando links para ela. Esses são os tão desejados links externos (backlinks) e fortalecem o seu ranqueamento. Quando um domínio bem posicionado e com credibilidade aponta para a sua loja, ela ganha ainda mais pontos. Para isso, você precisa fazer uma loja bem legal, falar dela por aí, anunciá-la, divulgá-la de todas as formas para gerar esses links. E, claro, que outros sites só vão “linkar” sua loja se ela realmente for interessante, tiver produtos que o seu público-alvo quer e produzir conteúdos sobre eles.
  • Texto-âncora dos links: nos links das suas páginas, você precisa colocar descrições bem explicativas. O Google usa isso para “entender” se você cuida bem dos seus produtos, da sua loja e se coloca boas descrições em tudo. Então, na dúvida, nada de só fazer uma descrição qualquer no seu produto, insira algo que faça sentido para as pessoas e o Google vai “captar” esse seu esforço.

Listamos apenas alguns dos aspectos “on” e “off” page. Ainda há muitos e muitos outros pontos a considerar, mas focamos nos principais para deixar esse artigo mais enxuto. Se ainda ficar com dúvidas, escreva-nos sobre elas nos comentários e ficaremos felizes em escrever mais a respeito, ok? 😉

2. Como funciona?

Como já falamos, o SEO consiste em utilizar diversas estratégias, que juntas, levam sua página a preencher diversos requisitos e aparecer bem nos buscadores, como o Google. Neste artigo, escolhemos abordar dois itens importantes que fazem muita diferença no momento de organizar um SEO e ter sucesso com ele: usar as palavras-chaves corretas e conhecer seu o público-alvo.

Para o SEO gerar o que é esperado, é essencial focar nas palavras-chaves que vão divulgar sua loja e seus produtos quando uma pessoa buscar por elas. Ou seja, descrever tudo de forma específica, do jeito que elas são procuradas, para que facilite o buscador a indexar sua loja e seus produtos na hora que seu cliente estiver pesquisando na web.

Quando o lead (futuro cliente) procura, por exemplo, “calça de moletom azul”, ele escreve desse jeito mesmo, bem específico, lá no site de busca. Pensando em SEO, a descrição da calça que você vende na sua loja também deve ter essa descrição, ou o mais próximo disso, para que o buscador ache sua loja no meio de tantas outras e a posicione nos primeiros lugares. Vale a máxima: as pessoas buscam muito mais por TV do que por Televisão. Você pode usar o Google Trends para verificar esse comportamento.

Essa é a importância das palavras-chaves certas: elas facilitam a vida do buscador e das pessoas. Elas funcionam como pistas que o buscador vai seguindo para, enfim, achar sua loja. Exemplos de pistas:

  • Utilize palavras-chave que sejam exatamente digitadas como as pessoas procuram.

  • Facilite a exibição da sua pista. Se sua loja vende tênis, coloque: “Tênis adidas masculino modelo x”. Nunca coloque: “produtoAS1957go” com um código que o consumidor não sabe.

  • Capriche no visual da pista, com uma página com carregamento rápido e imagens bonitas do produto.

Para saber os termos mais procurados nos buscadores, e assim, direcionar as palavras-chaves, você pode utilizar recursos do próprio Google, como já falamos nos artigos O que é o Google Trends? e O que é Search Console?, entre outros. Vale gastar um tempo no nosso blog para aprender um pouco mais.

Além das palavras-chaves, é importante definir quem é o seu público-alvo.Isso já é meio caminho andado para desenvolver uma estratégia vencedora de SEO. Atingir quem realmente importa, fazendo uma campanha direcionada, reduz tempo e dinheiro, já que a estratégia fica mais concentrada. Isso não significa poupar esforços, pelo contrário, seu cliente precisa ser instigado a todo o momento para visitar sua loja.

Se o seu negócio vende roupas esportivas, por exemplo, o público-alvo seria alguém com perfil de esportista, atleta. Palavras-chaves mais abrangentes como “camiseta”, “bermuda”, “tênis”, atraem um público mais genérico. Porém, se forem utilizadas palavras-chaves mais específicas para cada produto o Google vai considerar sua loja e produtos mais relevantes para aqueles (nas buscas que eles fizerem) que procuram por algo mais específico, como “camiseta de time”, “bermuda para surfe”, “tênis para corrida”.

Nesse cenário, entende-se que o SEO trabalha para tornar seu site relevante diante do público que interessa e, assim, gera conversões.

Tenha em mente também que o próprio Google admite que otimizar o conteúdo de um site para o buscador é um trabalho com resultados a partir de 4 meses e que precisam ser pensados no longo prazo. É um investimento que precisa ser plantado para os frutos serem colhidos futuramente..

3. Concluindo

Aprendeu o que é SEO? Esse processo ajuda na promoção da sua loja virtual e garante que as pessoas certas cheguem até ela. Clientes em potencial precisam saber o que você vende, e uma boa estratégia de SEO vai permitir que eles  descubram a sua loja.

Mas atenção, essa otimização (o tal SEO) é um processo contínuo, ou seja, não é algo que você faz uma vez e nunca mais revisita. E tem mais: em geral, você não vai dar saltos absurdos no ranqueamento nas buscas do Google. Você precisa fazer isso continuamente para ir melhorando e aprendendo um pouquinho todos os dias.