como fazer growth hacking |

O que é growth hacking?

Pense fora da caixa e alavanque a sua empresa com o growth hacking Você já leu por aí a expressão growth hacking? Se por acaso você gosta de entrar em sites que falam

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Pense fora da caixa e alavanque a sua empresa com o growth hacking

Você já leu por aí a expressão growth hacking? Se por acaso você gosta de entrar em sites que falam sobre startups e marketing digital, certamente já deve ter visto esse termo por aí.

Essa técnica está ganhando cada vez mais espaço aqui no Brasil, porém já é bem usada lá no Vale do Silício (berço de muitas empresas que todos nós adoramos!).

Mas afinal de contas, o que é growth hacking e para que que serve isso?

Growth, do inglês “to growth”, significa crescer. Hacking tem a mesma origem que a palavra hackear, que nós usamos para designar o trabalho de alguém que entende muito de sistemas e computadores e que, eventualmente, gosta de invadir sites e domínios.

O profissional que trabalha com growth hacking é, de acordo com Ryan Holiday*, um grande especialista no assunto, “alguém que jogou fora todas aquelas regrinhas de marketing e as substituiu com apenas o que é testável, traqueável e escalável. As suas principais ferramentas são e-mails, anúncios pagos por cliques e blogs, em vez de publicidade tradicional e dinheiro. Enquanto os marketeiros tradicionais gostam de noções como ‘branding’ e ‘inconsciente coletivo’, growth hackers correm atrás de usuários e crescimento. Quando eles fazem isso corretamente, esses usuários acabam chamando mais usuários. Eles são inventores, operadores e mecânicos das suas próprias máquinas, que podem fazer uma startup insignificante crescer e se destacar”.

Resumindo: growth hacking é uma atividade que pretende fazer a sua empresa crescer e ter mais usuários, sempre melhorando o produto e usando técnicas não convencionais que podem ser medidas, testadas e alteradas quando não funcionam.

“Tá, galera da minestore, isso parece bem interessante, mas realmente funciona?”

Sim, sim, querido lojista. Growth hacking funciona pra caramba, e já ajudou diversas empresas a crescerem MUITO. Olha só:

Groupon
O Groupon ficou do tamanho que é hoje graças a uma técnica muito simples de growth hacking. No começo do negócio, se alguém quisesse adquirir um produto ou serviço com o preço reduzido devia convidar 10 de seus amigos para adquirirem a mesma compra. Dessa maneira, a empresa conseguiu fazer com que pessoas que nunca tivessem ouvido falar dela a conhecessem através de amigos (o que traz muito mais credibilidade do que simplesmente um anúncio em revista, por exemplo).

Airbnb
Antes de se tornar o queridinho que é hoje, o Airbnb teve que ralar muito! Para que de fato as pessoas começassem a alugar a casa de terceiros (e também oferecessem as suas), um engenheiro da empresa teve uma ideia muito simples, barata e efetiva.
Eles criaram uma integração com o Craigslist (portal no qual as pessoas podem fazer anúncios de produtos, imóveis e serviços) que fazia as pessoas que estavam procurando imóveis serem direcionadas para o Airbnb.
Hotmail
Você nem deve lembrar disso, mas antigamente as pessoas precisavam pagar para ter uma conta de e-mail. Para mudar essa realidade, dois colegas decidiram criar uma opção com qualidade e de graça. Porém como fazer com que as pessoas aderissem à nova conta? Simples: a cada vez que um usuário do Hotmail mandava um e-mail, o final do texto continha a frase “PS: eu te amo! Faça uma conta grátis no Hotmail”.
A qualidade do e-mail aliado a uma divulgação efetiva e de baixo custo foi fundamental para que o Hotmail crescesse.

Nesses três exemplos que citamos você pode observar pequenas “sacadas” que fizeram toda a diferença no negócio. Pois saiba que você também pode utilizar técnicas simples para fazer a sua loja virtual bombar! Nos próximos dias vamos trazer dicas de growth hacking que você pode colocar em prática no seu e-commerce. Fique de olho!

** Tiramos esse parágrafo do livro Growth Hacker Marketing, material muito legal pra quem deseja se aprofundar no assunto! *