como anunciar no Google |

O que é o Google Shopping?

Conheça o Google Shopping e descubra o que esta ferramenta da Google pode fazer para alavancar as vendas da sua loja virtual

Sueida Johann

Sueida Johann

Conheça o Google Shopping e descubra o que esta ferramenta da Google pode fazer para alavancar as vendas da sua loja virtual

A gente já falou antes sobre a importância de dominar o uso do Google Adwords e links patrocinados. Agora, decidimos chamar sua atenção para uma outra ferramenta indispensável para ajudar sua loja virtual a deslanchar: o Google Shopping. Mas afinal, o que é o Google Shopping e como ele pode ajudar a gerar mais tráfego para o sua loja virtual?

Direto ao ponto, o Google Shopping, que existe desde 2011, é um portal de comparação de preços e uma grande oportunidade para maximizar suas vendas. A função central desta ferramenta é comparar e exibir produtos de diversas lojas virtuais, permitindo que o consumidor avalie opções de forma rápida, eficiente e organizada.  É como o Zoom e o Buscapé, porém com um alcance mais amplo no buscador.

Funciona assim: o usuário pesquisa o produto que deseja comprar (por exemplo, “celular”) e o Google exibe um conjunto de resultados, priorizando os patrocinados no topo da tela. Esses resultados incluem foto do produto, preço, nome da loja e opinião de outros usuários. Aí é só clicar no produto para ser direcionado para dentro da loja virtual anunciante. Sacou a oportunidade?

busca-google-shopping-1-1-
Resultados do Google Shopping aparecendo direto na busca

busca-google-shopping-2-1-

Resultados sendo vistos direto no Google Shopping

1. Como cadastrar minha loja virtual no Google Shopping?

Uma das grandes vantagens do Google Shopping (usaremos a sigla GS para representá-lo também, tá?) é a facilidade que você encontra na hora de cadastrar os produtos. Para facilitar ainda mais a sua vida, elaboramos 3 tutoriais com o passo a passo para fazer o seu cadastro e utilizar esse serviço na sua loja virtual.

Veja nossos  tutoriais:

2. Quais as vantagens do Google Shopping?

Bom, a principal vantagem é a grande exposição da sua loja, sua marca e seus produtos no mundo das lojas online.

Um lojista de e-commerce que não possui seus produtos anunciados no GS está, com certeza, perdendo muitas oportunidades de vendas. O Google Shopping é simplesmente uma ENORME VITRINE de produtos. Nesse grande aglomerado, sua loja pode se destacar e competir de igual para igual com seus concorrentes, não importa o tamanho deles (bem, importa mais a disposição em anunciar do que o tamanho em si, para ser beeem claro).

Quando o comprador busca por um produto e quer comparar diversas marcas, há uma grande chance de ele acessar o GS, pela facilidade de pesquisa. É muito mais fácil do que ele entrar loja por loja, pesquisando o melhor preço.

Com o Google Shopping, sua loja virtual tem muito mais chances de aparecer no vasto mundo que é a internet, principalmente quando você possui um preço competitivo. É mais uma oportunidade de abertura de mercado. E pense, você está aparecendo em nada menos que no Google — o buscador que domina o mercado brasileiro! Além de usufruir de toda a ótima infraestrutura e credibilidade do Google e seus serviços.

Porém, nada é de graça! Ao contrário de como era nos primeiros anos de lançamento, quando era possível utilizar o GS escolhendo se seria gratuito ou pago, atualmente, a única opção é pagar para anunciar seus produtos.

O pagamento é “por clique”, ou seja, o valor estipulado só será descontado quando houver cliques em seu anúncio. É você quem define quanto topa pagar em termos de “custo por clique” (CPC) em sua conta no Google Adwords, além de pagar uma taxa única de criação da conta.

Desta forma, é você quem determina o orçamento que quer gastar dentro da plataforma, definindo o seu custo por clique que será descontado do orçamento na medida que houver usuários clicando nos seus anúncios. Como se trata de um leilão, o bom ranqueamento da sua loja dependerá dos outros anunciantes da plataforma e das palavras-chave, produtos e descrição que você definir nos anúncios.

Um pouco nebuloso, certo? Bem, se você achou e quer que a gente detalhe mais especificamente esse ponto, conta isso pra gente na nossa fanpage no Facebook e nos comentários do artigo em nosso blog. Se você está vendo esse artigo a partir de um post da minestore no Facebook, também vale comentar direto no post 😉

3. Mantenha seus produtos atualizados

Para que o Google Shopping possa melhor filtrar e considerar seus produtos para a visualização pelos consumidores, é preciso que, primeiro, você cadastre corretamente seus produtos e, segundo, sempre esteja atento ao seu estoque e mantenha tudo atualizado. Isso é básico e fundamental para suas vendas.

Além disso, um produto quando cadastrado no GS pode vir a ser utilizado em uma campanha de links patrocinados, mostrando o seu produto em destaque para buscas realizadas no Google. Para isso, você deverá pagar. E aí é que você paga por palavra chave.

Dica: Os links patrocinados são aqueles que, quando você faz uma pesquisa no Google, aparecem nos primeiros resultados, como na imagem abaixo, onde buscamos por “escola de inglês”. Repare na palavra “Anúncio” em destaque.

busca google shopping 3

Preste atenção também a um recurso que o GS disponibiliza: o monitoramento da performance dos seus produtos. Através de relatórios, você, lojista, pode verificar quais produtos da sua loja estão com maiores cliques e compras.

Portanto, quando você cadastra seus produtos lá no Google Merchant Center, você deve detalhá-los o máximo possível (nome do produto, nome da marca, preço, parcelamento, disponibilidade, eventual promoção, medidas, e outros), pois, além de ajudar o Google na divulgação do produto (claro!), isso também possibilita que todos esses atributos sejam utilizados depois, na hora de monitorar a performance dos produtos.

Dica: é muito importante verificar no recurso autocompletar do Google e no Google Trends como as pessoas buscam determinado produto. Será que elas escrevem “televisão” ou “TV”? Sempre consulte antes de cadastrar.

Para entender um pouco mais sobre custo por clique (o tal do CPC), vale a pena dar uma olhada no artigo  “Quando vale a pena investir em links patrocinados?” da EXAME.com. É um pouco antigo (de 2014), mas ainda vale a leitura. E ainda fala também um pouco de pay-per-click (PPC).

4. Google Shopping X Buscapé

Eles são as maiores plataformas de buscas de preços de produtos no Brasil. E já teve até briga entre eles na Justiça e tudo! Pois o Buscapé reclamava de concorrência desleal. Mas calma, tudo foi resolvido e ambas estão com a corda toda. Se você tem competição no mundo das lojas virtuais, é justo que se tenha competição também no mundo das plataformas de comparações, não é mesmo?

A vantagem do Google Shopping é que é um produto da Google e, como já falamos, vem com toda a credibilidade e eficiência que a empresa imprime em seus negócios. Quando você pensa em pesquisar qualquer coisa na internet, seja para comprar, para fazer uma pesquisa para a faculdade, para ler uma fofoca, etc, você pensa imediatamente em… Google.

O Buscapé, fundado em 1999 em São Paulo, é uma empresa nacional, com mais tempo de mercado e que possui reputação e credibilidade. Não é à toa que está há mais de 15 anos atuando. Seus lojistas também desfrutam de uma plataforma eficiente e que atende muito bem, fazendo o que se propõe, ou seja, comparando preços e gerando tráfego e oportunidades de vendas para as lojas virtuais que usam o serviço. O Buscapé cobra uma taxa de abertura de conta de R$ 200,00 e neste FAQ deles você encontra mais detalhes sobre o CPC praticado.

5. E então, quer vender mais?!

Simples, veja nossos tutoriais para se cadastrar no Google Shopping e use e abuse dessa ferramenta. Insira a sua loja virtual dentro desse grande shopping online!
PS: deixe comentários sobre pontos que você está a fim de saber mais e aí vamos correr atrás pra produzir esse conteúdo pra você ! :)