estratégia de vendas |

O que é a técnica AIDA e como aplicá-la no seu e-commerce.

Conheça a fórmula que vai ajudar você a elaborar uma boa estratégia de vendas

Redação

Redação

No mundo dos negócios digitais, é essencial conhecer as motivações que levam o cliente a escolher a sua marca, o que precisa ser feito para realizar uma venda e compreender a atuação do marketing em cada fase desse processo.

Para responder às perguntas que envolvem uma estratégia de vendas eficiente, foi criada a técnica AIDA, que traz quatro estágios da jornada de um consumidor: Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

Quer saber como essa técnica funciona e o que você precisa fazer para aplicá-la ao e-commerce? Confira esse post!

Como a técnica AIDA funciona?

Levando em consideração a experiência do consumidor, a técnica AIDA (criada pelo publicitário Elias St. Elmo Lewis) padroniza as etapas que um cliente em potencial passa na hora de comprar um produto. São elas:

Atenção: essa etapa valoriza as ações de marketing, comunicação e logística utilizadas para chamar a atenção e levar o cliente para a sua loja.

No e-commerce, essa fase engloba as campanhas de anúncios no Google Adwords e redes sociais, o conteúdo relevante em seu site, publicações em diferentes canais, e-mail marketing e formatos que permitem que o seu público conheça a loja e queira explorar mais.

Interesses: depois de conquistar a atenção do seu público, é preciso fazer com que ele se interesse pelos seus produtos ou serviços. É uma fase que trabalha diretamente com a atenção, já que é preciso despertar o interesse para que o cliente continue a navegar e não abandone a loja.

Para deixar o internauta interessado, você precisa cuidar muito bem do direcionamento dos seus anúncios, ter um layout limpo, com fácil navegação, e garantir um atendimento online de qualidade no chat ou redes sociais.

Desejo: é fundamental saber o que o seu público quer consumir, quais são as suas vontades e de que maneira você pode estimular isso em suas ações de marketing digital. Encontre os problemas e necessidades do seu cliente, mostre que seu produto tem benefícios e pode ajudá-lo depois da compra –  seja ao facilitar a rotina, auxiliar em diferentes tarefas ou gerar entretenimento e bem-estar.

Na fase do desejo, você deve explorar muito bem os comportamentos de consumo do seu público, escolher com quem deseja falar, direcionar corretamente os anúncios e saber valorizar o que a sua loja oferece.

Ação: depois de chamar a atenção, despertar o interesse e aumentar o desejo no seu público, o passo seguinte é ganhar a confiança do cliente e fazer com que ele realmente lta só um pouquinho para que a compra seja concretizada. Essa fase pode ser influenciada pelas formas de pagamento oferecidas, plataforma do site e fatores externos, relacionados à economia e até mesmo à concorrência.

Por isso, não basta deixar que o consumidor faça tudo sozinho: você precisa acompanhar cada decisão e monitorar o processo até o último clique. Algumas opções para deixar o cliente cada vez mais interessado nessa etapa: boas condições de pagamento (como parcelamento e descontos), frete grátis, boas opções de entrega e garantia para os produtos.

Além desses quatro estágios, também é fundamental pensar na satisfação, com uma logística e atendimento cativantes no pós-venda, para fidelizar esse cliente. Com esses passos, você consegue visualizar a jornada do consumidor de forma prática, descobre o que precisa otimizar e garante uma experiência positiva para o público (e, é claro, um bom resultado no seu caixa!).