economia da experiência |

O que é a economia da experiência?

Conquiste seu espaço com esse conceito de vantagem competitiva inspirado nas tendências e na valorização do cliente.

Redação

Redação

Para se diferenciar da concorrência e fidelizar os clientes, é preciso estudar o mercado com atenção e apostar em estratégias inovadoras. Para o e-commerce, a análise do público e a segmentação correta são ainda mais importantes do que para as lojas físicas –  afinal, a sua loja precisa conversar com as pessoas certas e oferecer o que o cliente realmente deseja entre uma grande quantidade de sites e canais.

Um dos conceitos mais utilizados para valorizar uma marca é a economia da experiência, que aposta naquilo que o consumidor vivencia na loja (seja ela física ou virtual).

O que significa esse conceito?

O termo apareceu pela primeira vez em 1999, trazido por dois especialistas em mercado da Universidade de Harvard: Joseph Pine e James Gilmore. Os pesquisadores exploraram tendências e comportamentos de consumo, que mostraram que a venda de boas experiências é o que faz uma loja ser memorável para o público.

Como é a economia da experiência na prática?

Os mercados de turismo e entretenimento são os que mais se destacam na aplicação do conceito. O segredo está em trazer autenticidade para a compra, mostrando benefícios do produto ou serviço, oferecendo um atendimento impecável e tratando o cliente como um visitante único (e importante) no seu site.

Tenha em mente que, além de qualidade, as pessoas buscam por experiências positivas e envolventes, que tragam boas histórias com a marca. Alguns exemplos: a co-criação de itens, com enquetes e opiniões em que o cliente pode opinar no próximo lançamento, a personalização dos objetos ou a oportunidade de conhecer os bastidores da marca.

Por que investir nisso?

Com essa (nem tão nova) economia, você pode apostar em nichos de mercado, diferenciar o seu modelo de negócio, lutar e aproximar pessoas em prol de uma causa e explorar a interação em diferentes níveis ou canais.

A economia da experiência diferencia o seu e-commerce entre os concorrentes, cativa os clientes e rende insights interessantes para a sua linha de produtos ou até para o seu posicionamento.

Comece a pensar em clientes que escolhem sua loja favorita a partir do que vivem com ela, e não pelos melhores custos – mas, ao combinar as duas coisas, você consegue aumentar ainda mais a sua visibilidade.

Lembre-se que o objetivo final são as vendas. Para manter o fluxo de caixa funcionando corretamente, associe a experiência à uma compra que é positiva e benéfica do começo ao fim.