comércio virtual |

O gasto no e-commerce já superou o dos shoppings. Entenda:

Boas notícias para você, lojista! O comércio virtual, além de oferecer praticidade, também está modificando muito a economia.

Redação

Redação

Há alguns anos, a maneira mais fácil de comprar era frequentar os shopping centers –  afinal, eram diversas lojas, oferecendo uma grande variedade de produtos, em um único espaço. Mas, com o crescimento do comércio eletrônico, o cenário está mudando bem rápido: de acordo com os dados do Estudo Geral de Meios, da Ipsos Connect, as pessoas já gastam mais em e-commerces do que nos shoppings.

A pesquisa monitorou os comportamentos de consumo nas principais regiões metropolitanas do Brasil, entre julho de 2015 e junho de 2016.

Mesmo com a grande preocupação em relação à segurança na internet (o que resulta na desistência em muitas compras), o valor gasto em lojas online é, em média, de R$ 428,00 mensais. Nos shoppings, esse número cai para R$ 229,00.

Um dos principais motivos para esse crescimento é o aumento de pessoas que possuem smartphones, o que as aproxima muito da praticidade e rapidez oferecidas pelo e-commerce, sendo que as compras online ocorrem principalmente nas classes mais altas (30% entre pessoas de classe AB).

Entre os principais consumidores das lojas virtuais, estão jovens de 24 a 34 anos (23% dos consumidores), seguidos pela faixa etária entre 18 e 24 anos (21%), embora o maior gasto mensal seja a partir dos 25 anos, com um ticket médio de R$ 574,00 –  o mais alto da pesquisa –  entre os usuários de 45 a 54 anos.

Esse crescimento do e-commerce brasileiro aponta para novas oportunidades de desenvolver estratégias eficientes de marketing digital e aproveitar as diferentes técnicas dos negócios digitais. Fique ligado aqui no blog para conhecer outros estudos sobre o mercado e oferecer uma experiência positiva para esses consumidores que já se interessam pelo comércio eletrônico.