abrir um negócio |

Microsoft divulga pesquisa sobre os impactos da tecnologia na vida das pessoas

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"A maioria dos brasileiros acredita que a tecnologia ajuda

Keslen Deléo

Keslen Deléo

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"A maioria dos brasileiros acredita que a tecnologia ajuda bastante \u2013 principalmente na hora de abrir um neg\u00f3cio"]">A maioria dos brasileiros acredita que a tecnologia ajuda bastante – principalmente na hora de abrir um negócio

A Microsoft fez uma pesquisa, há poucos dias, com mais de 10 mil usuários da Internet em 10 países, tanto desenvolvidos quanto em desenvolvimento. O objetivo da pesquisa era mensurar o impacto das tecnologias pessoais – contando aqui PCs, tablets, smartphones e consoles de video game – e das atividades feitas nelas, como enviar emails, conectar-se à Internet etc.

No Brasil, a pesquisa traz uma visão bem otimista da tecnologia e seus usos. Do total de pessoas pesquisadas, 82% acreditam no impacto positivo da tecnologia na capacidade de começar um novo negócio, 80% acreditam num impacto positivo na geração de empregos e 76%, em melhores oportunidades econômicas. No entanto, 52% acreditam que a privacidade fica prejudicada por essas mesmas tecnologias pessoais e 20% veem elas como responsáveis por problemas nos laços familiares.

Os números mostram um brasileiro que acredita muito na tecnologia como fator de mudança positiva na geração de renda e empregos, na redução de diferenças econômicas e na educação, junto com a arte e a cultura, principalmente nos países em desenvolvimento. Já falamos de como o uso consciente de todas as novas tecnologias é importante aqui, mas é importante ver que não estamos sozinhos como defensores da tecnologia, bem utilizada, que ajuda na abertura de novos negócios e empreendimentos.

O relatório completo da pesquisa da Microsoft está disponível aqui: http://bit.ly/1iH7xfL