ideias para loja virtual |

Ideias para lojas virtuais

Veja algumas ideias para lojas virtuais que mais se destacam no mundo do e-commerce brasileiro nos últimos anos e inspire-se

Sueida Johann

Sueida Johann

Veja algumas ideias para lojas virtuais que mais se destacam no mundo do e-commerce brasileiro nos últimos anos e inspire-se

Você sempre sonhou com sua independência financeira? Faz tempo que pensa em ter uma loja virtual mas não sabe o que vender? Seu sonho é vender pela internet e conseguir se sustentar com esse trabalho? Então veja algumas ideias para lojas virtuais que mais se destacam no mundo do e-commerce e que podem ajudar a realizar o seu sonho.

Na verdade, ideias são o que não faltam, ainda mais no mundo virtual, onde se pode vender tudo o que quiser. Mas se você realmente quer um negócio para se sustentar e viver disso, então é legal estudar sobre com o que você gostaria de trabalhar, que seja algo com certa segurança e também rentável, claro.

Vamos tentar ajudar com algumas ideias, mas você precisa se identificar com o negócio também. Não basta se preocupar só com o lucro se você não tem a mínima paixão pelo que está fazendo. A chance de dar certo quando se gosta de algo é bem maior, não é mesmo?

1. Mercado crescendo

Não se pode negar que esse tipo de mercado de consumo está crescendo a passos largos. Seja pela facilidade de comprar, de pagar ou de não precisar nem sair de casa. Nesses últimos anos, tornaram-se muito comuns as compras pela internet. Quem nunca entrou em uma loja virtual e fez uma comprinha de uma roupa nova, de um perfume?

Às vezes, as pessoas ainda podem ficar com medo e pensar: “será que vão entregar o produto que eu comprei direitinho? Será que vou receber no prazo prometido? Será que vou mesmo receber?”

Claro que existem alguns picaretas por aí, aliás como em todo tipo de comércio, mas o legal é que as vendas online estão melhorando e ganhando credibilidade. E, o melhor de tudo, é que como os consumidores estão aumentando e ficando mais exigentes, isso força esse mercado a melhorar também, ganhando confiança e clientes fiéis. Existem pessoas hoje em dia que até preferem comprar somente pela internet, desde suas roupas até suas compras no supermercado.

2. Quais as lojas virtuais que têm mais chances de fazer sucesso?

Segundo o site do e-commerce brasil, existem 6 categorias de lojas virtuais mais populares no país. Dentro dessas categorias, você pode escolher um produto mais específico para vender:

2.1. Moda e Acessórios:

Está em primeiro lugar, então se você gosta ou já é um expert fashionista em roupas, calçados, bijouterias, etc., essa pode ser a sua área de atuação.

Essa categoria pode ser subdividida de forma mais específica, como por exemplo: roupas de bebê, roupas para gestantes, roupas só para mulheres ou só para homens, roupas unissex (que estão em alta agora). Enfim, você pode vender de tudo um pouco ou pode se especializar em um determinado nicho.

2.2. Casa e decoração:

Tudo o que tem a ver com produtos para casa podem ser encontrados em lojas virtuais: móveis, tapetes, papéis de parede, lençóis, cortinas, quadros, capa para almofadas, utensílios de cozinha, enfim, tudo o que alguém precisa para montar uma casa.

Existe muita gente que gosta de estar sempre mudando e renovando a decoração de casa, e essa facilidade de pesquisar tudo pela internet e escolher o que gostou, sem precisar ficar batendo perna de loja em loja e conversando com inúmeros vendedores que querem empurrar qualquer coisa, é algo que atrai muitos consumidores. Portanto, é um grande nicho de mercado.

2.3. Informática:

Esse é um mercado muito forte cujos consumidores estão mais habituados a comprar online e são muito mais exigentes. Eles realmente pesquisam tudo sobre os equipamentos na internet e os produtos possuem uma grande amplitude de aplicação: computadores, notebooks, periféricos, placas de vídeo, HDs e SSDs, impressoras e fones de ouvido, por exemplo. Todo mundo precisa deles hoje em dia, não é mesmo?

Aqui você também vai precisar gostar dessa área e entender desse negócio de informática, pois a variedade e os lançamentos de produtos é muito grande e a competitividade no preço é muito alta. Desta forma, saber exatamente para que serve cada componente é  importante até para dar suporte aos clientes menos entendidos na hora da venda e no pós-venda também.

2.4. Beleza, cosméticos e perfumaria:

Também é uma área muito lucrativa, e que geralmente não sofre tanto com as crises do mercado financeiro como outras categorias. Os consumidores não ficam sem seus itens básicos de beleza, e, quando gostam de uma determinada marca, são fiéis.

Então, esse ramo é meio que tiro certo, pois estar bonito e bem apresentável é fundamental. E se você entende de marcas de beleza, vai se dar bem, pois vai saber qual marca faz mais sucesso e que tem mais qualidade. Coisa importantíssima para fidelizar clientes.

2.5. Eletrônicos:

Seguindo na mesma linha da informática, hoje em dia muita coisa é comprada diretamente pela internet, como uma caixa de som, um tablet ou um smartphone, por exemplo. Para quem está começando e ainda é uma loja modesta, é interessante trabalhar com produtos de pequeno porte.

Para você que está em casa pensando em o que vender pela internet, é mais difícil começar com essa categoria, já que esse, geralmente, é o ramo de grandes empresas que já atuam no mercado físico e vendem também pela internet. A competição vai ser acirrada.

2.6 Esporte e lazer:

Com a grande paixão pelos times de futebol que temos em nosso país, já deve ter passado pela sua cabeça que vender camisas de times e artigos esportivos é uma boa ideia, não é? Pois você não está errado.

Não só camisas, mas tudo o que está relacionado com esporte e lazer pode ser comercializado por uma loja virtual. Isso vem facilitando, principalmente, a vida de quem mora longe de grandes centros e tem mais dificuldade de encontrar alguns itens em uma cidade pequena.

3. Por fim

É importante saber que as sugestões apresentadas podem sim ser oportunidades fantásticas, mas também é preciso que, seja qual ramo você escolher, haja afinidade e identificação com o negócio.

E lembre-se: antes de abrir uma loja virtual, você deve prestar atenção em alguns detalhes, como ter CNPJ, e ter uma plataforma de hospedagem para sua loja (aqui entra a minestore para te ajudar).

Uma fonte de pesquisa que esclarece muito sobre todos os detalhes para se abrir uma loja virtual, seja de que ramo for, é o Sebrae. Dá uma olhada lá e, depois, vai para o site da minestore para já saber como é fácil montar sua loja em nossa plataforma de e-commerce.

Créditos da Imagem: Freepik

LEIA MAIS: