abrir uma loja virtual |

5 perguntas a se fazer antes de abrir uma loja virtual (e glitter para enviar às inimigas)

A história de Mat Carpenter nos inspira a pensar com cuidado no que é preciso saber antes de abrir um negócio online Recentemente, um empreendedor australiano ganhou $20.000 vendendo online em apenas

Keslen Deléo

Keslen Deléo

A história de Mat Carpenter nos inspira a pensar com cuidado no que é preciso saber antes de abrir um negócio online

Recentemente, um empreendedor australiano ganhou $20.000 vendendo online em apenas 4 dias – aí parou de receber pedidos e vendeu o negócio que tinha começado havia pouco tempo. Ainda que a loja tenha feito muito dinheiro, a história toda é interessante para levar outros empreendedores a se perguntarem algumas coisas antes de abrirem uma loja virtual.

O tal empreendedor australiano é Mat Carpenter, que começou um negócio meio de brincadeira. Você deve ter ouvido falar do Ship Your Enemies Glitter – por $9.99, eles enviariam um envelope anônimo cheio de glitter para o endereço das inimigas, na esperança de que o envelope rasgasse ao abrir e espalhasse brilho por toda parte (ê, bagunça bonita).

waaaarghhhh

reação das inimigas quando abrissem o envelope de glitter

No entanto, aparentemente, o tiro saiu pela culatra (essa expressão ainda é usada?). Como o negócio todo foi uma ideia genial, o site viralizou e choveu pedido na lojinha virtual. Imagine, agora, você tendo que enfiar quilos de glitter dentro de envelopes para poder mandar todos os pedidos. Não deve ter sido muito divertido (chora inimigas! não, pera).

No lugar de receber pedidos, o site passou a exibir a mensagem “Oi, pessoal, eu sou o fundador desse site. Por favor, parem de comprar esse troço terrível de glitter – não aguento mais lidar com isso. Abraço, Mat.” Aí, ele vendeu o negócio no Flippa por $85.000 (nada mal!), virando notícia no mundo todo (com 22 anos de idade).

Aí você, que está abrindo sua loja virtual, pode pensar “oooow eu não ia me incomodar com um negócio se tornando um viral e me rendendo milhares de dólares!!!”. Mas há uma série de questões, inspiradas por essa história, que você precisa fazer a você mesmo – naquele esquema de responder lá do fundo do coração – e que podem ajudar a colocar as coisas no rumo certo quando você abrir sua lojinha virtual (mesmo que ela não viralize como a ideia do glitter).

1 Quanto eu espero vender?

Ter um plano de negócios antes de lançar sua loja virtual é bem importante. Se você não sabe quanto espera vender, não terá ideia de quanto pode investir. Com uma ideia mais realista do tamanho que você quer para o seu negócio (principalmente no começo), você evita gastar muito mais (ou muito menos) para colocá-lo no ar.

2 Como farei esse site?

Na maior parte dos casos, você vai precisar de alguém para desenvolver toda a parte virtual da sua loja – se você tiver habilidades de programação, tanto melhor! É importante ter em mente o que você quer da sua loja: uma página e um produto só, como no caso da Ship Your Enemies Glitter; uma loja com oitocentas categorias e mil e duzentos produtos, como a Americanas; ou, ainda, um meio-termo entre tudo isso – e para o qual uma plataforma de e-commerce é a solução mais prática e barata para começar.

3 Como vou cadastrar e enviar os produtos?

Se você tem dez, doze produtos, ok: dá mais tempo para escrever uma boa descrição, fotografar e cadastrar tudo. Mas e se forem oitenta? O tempo que você precisa para colocar a loja virtual no ar depende muito disso e a quantidade de produtos é um fator que precisa ser considerado. Mas, ó, dá pra começar devagar e não é preciso ter mil produtos no catálogo já de início. Outro ponto a se pensar é como será o envio desses produtos: você tem embalagens prontas? Sabe como será a rotina de correios? (há várias opções de contratos com correio e transportadoras que vale pesquisar).

4 Como vou formalizar o negócio todo?

É interessante pensar no seu modelo de negócios e em onde você quer chegar com sua loja virtual para ver se há trâmites legais e algum tipo de formalização que você precise fazer. Pagar os impostos em dia e, no caso brasileiro, ter um CNPJ ajudam não só com notas fiscais e contratos, mas também para conseguir investimentos e crédito especial caso você queira ampliar seus negócios.

5 Como conseguirei clientes? Como vou mantê-los?

É preciso pensar em quais canais você vai utilizar para divulgar sua loja virtual – a internet está cheia deles, por isso é necessário pensar bem e focar em alguns dos meios de divulgação, para ter melhores efeitos sem gastar tempo e dinheiro desnecessários. É importante, também, pensar em como será o seu serviço de atendimento ao cliente. Esse é um dos pontos que mais diferencia uma loja virtual da outra. Lembre-se: seu cliente pode abrir qualquer outro site e comprar um produto muito parecido/igual ao seu. Ele vai comprar de você porque a experiência *com você *é melhor.

Adaptamos daqui.