Loja Virtual |

Quais os desafios ao migrar para uma nova plataforma de e-commerce?

Migrar para uma nova plataforma de e-commerce pode ser uma ação que você está adiando por receio. Entenda melhor como funciona esse processo.

Redação

Redação

Sentiu que a plataforma para e-commerce que você utiliza para sua loja virtual não entrega o que você esperava ou está limitando o crescimento do seu negócio?

Pode ser difícil tomar a decisão de migrar para uma nova plataforma e muitos lojistas, mesmo sabendo que essa é a melhor solução, acabam adiando esse momento com receio de que possa dar muito trabalho ou impactar negativamente nas vendas.

Quando um lojista começa um novo e-commerce, a última coisa que ele quer é que seja necessária a mudança de plataforma. É sim verdade que o processo de migração precisa ser planejado e feito com cuidado. Porém, essa também pode ser a ação que faltava para a sua loja deslanchar.

Quer entender como esse momento funciona e os desafios que você pode enfrentar no meio de uma migração de plataforma? Continue lendo o artigo que preparamos.

Você também pode gostar - 5 formas de melhorar os resultados da sua loja virtual

Por que escolher outra plataforma?

Se você já está começando a se questionar se a plataforma que você utiliza é a opção ideal para manter a sua loja virtual, esse provavelmente já é um forte indicativo de que você realmente deve investir nessa mudança.

Você pode ter iniciado a criação da sua loja virtual e no meio da implementação perceber que a opção escolhida não é ideal. Ou até mesmo já estar há algum tempo utilizando a mesma plataforma para vender, mas chegou um momento do seu negócio em que falta algo na ferramenta que você utiliza.

Mudar de plataforma pode ser a solução em situações como essas. Pode ser também que a plataforma que você utilize hoje não ofereça as integrações que você quer, tenha algum limite de número de produtos ou de número de acessos ao seu site, apresente problemas de estabilidade, não ofereça nenhum tipo de suporte… Os motivo podem ser os mais variados.

Quer entender melhor se chegou a hora de escolher uma nova plataforma de e-commerce? Leia o post focado nesse tema que já publicamos no blog aqui.

Todos esses são motivos para que você repense a escolha da sua plataforma atual e programe a migração da sua loja virtual para outro sistema.

Que tipo de problema pode acontecer no processo?

Mudar de um plataforma para outra pode causar alguns receios. Não vamos mentir: seria sim muito mais simples ficar na mesma plataforma. Mas a que custo? O que sua marca perde ao ficar em uma plataforma de e-commerce que não oferece o que você precisa.

Algumas dificuldades podem surgir no caminho, mas vamos listá-las aqui e apontar formas para resolvê-las. Assim, você já estará preparado e saberá como lidar com elas:

1 - Vai dar trabalho!

Você não vai conseguir migrar os dados de forma automática entre um plataforma e outra. Então, lembre-se do trabalho que você teve para colocar sua loja no ar da primeira vez, cadastrar todos os produtos e deixá-la visualmente com o layout que você queria. Isso precisará ser feito novamente na nova plataforma, mas quando o trabalho estiver terminado, você terá uma versão ainda melhor da sua loja.

2 - Proteja seus dados e histórico

Idealmente, você deve exportar as informações de produtos, histórico de pedidos e clientes. Mas, muitas vezes essa migração de dados não é possível - por questões da plataforma atual, da nova plataforma, ou até mesmo das duas. Esse é o ponto mais crítico para a migração de plataforma e que faz com que muitos lojistas desistam.

Os cadastros de clientes que já realizaram compras também podem sofrer danos e isso pode causar dores de cabeça no futuro. Por isso, antes de realizar a migração, pense em como você consegue extrair dados e relatórios que possam compensar essa lacuna e faça backup do máximo de informações que conseguir.

Perder a base de clientes e histórico de vendas significa começar todo o processo de entendimento do seu público do zero.

3 - Verifique o registro do seu domínio

Se você tem o registro de um domínio próprio, essa é uma das primeiras preocupações que você deve ter na hora de fazer uma migração. Resgate a senha do seu domínio, afinal, você vai precisar da gestão do DNS para realizar a migração do seu domínio para a nova plataforma de e-commerce.

O acesso à gestão do domínio é fundamental para realizar a migração. Sem ele, não existe como todo o processo ser realizado. Portanto, se você não tem esse dado fácil, ou se registro do seu domínio foi feito por algum terceiro no momento de abertura da sua loja, esse é o momento de você ir atrás e resgatar essa informação.

4 - Mantenha o que funciona nos processos atuais

É claro que, se você está procurando uma nova plataforma para hospedar seu e-commerce, é porque você não abre mão de algumas melhorias. Mas com certeza também devem existir alguns pontos positivos e que já funcionam muito bem na sua loja virtual e que você gostaria de manter. Por exemplo, você pode querer utilizar o mesmo gateway de pagamento ou a mesma empresa de logística e gestão de frete.

Liste quais são esses pontos e priorize que a nova plataforma ofereça as mesmas possibilidades e integrações.

5 - Reveja os critérios de SEO

Se você se preocupou em aplicar técnicas de SEO para e-commerce na sua loja virtual, suas páginas podem já estar ranqueando bem nos mecanismos de busca, como o Google. Ao mudar para uma nova plataforma, alterações acontecerão também nas URLs da sua loja e isso pode impactar negativamente nos seus resultados. Isso pode ser solucionado criando URLs idênticas (se você tiver domínio próprio e for fazer a migração de uma vez, para não gerar páginas duplicadas) ou criando uma estratégia de redirecionamento 301 - dos endereços antigos para as novas páginas.

Mesmo assim, esteja preparado para ter que refazer parte dos esforços de SEO e para abrir mão dos resultados durante algum tempo, até recuperar os bons posicionamentos.

Se essa é uma ação com a qual você ainda não tinha trabalhado, mudar de plataforma é uma ótima oportunidade para aplicar essas regras nas páginas dos produtos e demais páginas do seu e-commerce para conquistar posições interessantes de acordo com o que os seus consumidores em potencial estão pesquisando.

6 - Programe o timing da migração

Estude qual será a melhor dinâmica para a transição entre as duas plataformas. Há quem prefira manter dois endereços durante o período de transição, há quem prefira avisar que a loja ficará fora do ar durante alguns dias ou horas...

Estude o que impactará menos os resultados da sua loja e de preferência faça a migração definitiva durante a madrugada ou durante o dia com menos acesso.

Lembre-se que você terá que finalizar todos os pedidos na plataforma anterior para poder tirar a sua loja do ar por lá. E para que dê tudo certo na migração, faça vários testes na nova plataforma depois de colocar a loja no ar e só divulgue o novo endereço quando estiver tudo certo.

7 - Divulgue como um novo site

Quando sua nova loja virtual estiver no ar, lembre-se de divulgar a mudança para seus clientes habituais (que podem estranhar as mudanças) e para consumidores em potencial, como algo que a sua marca fez questão de oferecer para poder atendê-los ainda melhor.

Você pode inclusive começar essa divulgação antes da loja mudar, com uma contagem regressiva para o novo site, por exemplo. Uma forma de atrair novos visitantes e de conquistar vendas nesse momento é oferecer algum tipo de vantagem.

Leia mais: Ideias de promoções imperdíveis para aplicar na sua loja virtual

Não deixe o receio te paralisar!

Não estamos dizendo aqui que o processo de criar sua loja virtual em uma nova plataforma é simples ou deve ser tratado como algo que não é tão importante. Nós sabemos como esse passo é determinante para o lojista e para o sucesso da marca.

Mas o receio - ou preguiça! - não podem ser impeditivos para que a sua marca continue a crescer. Quanto mais tempo você ficar na mesma plataforma que está te causando problemas, mais complicado será o processo de migração.

Antes de usar seu tempo e esforços da sua equipe para de fato fazer a migração, gaste um bom tempo pesquisando as opções disponíveis e tudo o que cada uma oferece. Afinal de contas, você não quer mudar e encontrar os mesmos problemas ou limitações, certo?

Quer conhecer melhor as possibilidades oferecidas pela minestore? Leia também:

Qual plano da minestore é o ideal para o seu e-commerce?