abrir uma loja virtual |

Contagem regressiva: 10 coisas a fazer antes de lançar sua loja virtual

Dez! Nove! Oito!… tudo o que você precisa saber para decolar com sucesso Você pode estar mais pra um David Bowie, com seu Major Tom, ou pra um Jorge Ben com os deuses

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Dez! Nove! Oito!… tudo o que você precisa saber para decolar com sucesso

Você pode estar mais pra um David Bowie, com seu Major Tom, ou pra um Jorge Ben com os deuses que eram astronautas: quando você abre sua loja virtual, sempre rola aquela contagem regressiva para deixar tudo pronto e certinho para lançar.

Na fase pré-lançamento, você provavelmente já resolveu um monte de coisas: já pensou no que vender e como conseguir os produtos; já fez uma pesquisa pra ver se há demanda, já encontrou a plataforma perfeita e já montou sua loja (e essa foi, provavelmente, a parte mais fácil).

Bom, agora começa a parte divertida. E muito, muito necessária, porque lançar sua loja sem ter dado atenção a esses pontos pode dificultar muito as coisas e até te fazer desistir de tudo. E não é isso que queremos. Por isso, adaptamos essa lista do Richard Lazazzera para que você monte o checklist da sua loja.

10. Prepare as redes sociais
Para muitos negócios, as mídias sociais são o principal canal de comunicação e acabam trazendo a maior parte dos clientes, que ficam sabendo da sua loja por lá. O que você deve fazer para garantir que vai bombar nas redes sociais – e, portanto, ter muitos acessos à sua loja:

– Reserve seu nome: o ideal é que sua loja use o mesmo nome em todas as redes sociais, porque isso ajuda a localizá-la mais facilmente (e evita que outras marcas usem o seu nome). Você pode conferir em sites como o NameChk se o username da sua loja está disponível nas redes sociais que você quer usar.
– Escolha bem quais redes você vai usar: Facebook e Twitter são redes-chave, e é bem provável que você vá estar nelas. Mas, entre as outras redes sociais, algumas funcionam melhor que outras para negócios específicos. Instagram e Pinterest, por exemplo, são bem visuais e funcionam muito bem para lojas com um conceito e que envolvem um lifestyle específico. Se você for fazer conteúdo em vídeo, não pode deixar o Youtube e o Vimeo de lado. Mas você pode escolher apenas as que forem essenciais e dedicar-se bastante a elas – por favor, não deixe seu perfil abandonado e sem atualizações!
– Coloque suas fotos de perfil e de capa: nesse link (em inglês) tem um guia completo com o tamanho das imagens para cada rede social. Compensa muito dar uma atenção especial para a marca e as imagens relacionadas à sua loja, porque o profissionalismo está nesses pequenos detalhes.
– Comece a socializar: os primeiros cem fãs são a parte mais complicada desse passo, mas se você dedicar algum tempo diariamente, com conteúdo interessante e bem relacionado à sua loja, as coisas vão acabar bem. É um trabalho de formiguinha, e depende muito de você conhecer seu público-alvo e seus interesses. Mas funciona!

9. Deixe o email marketing engatilhado
Por mais que a sua presença nas redes sociais seja importante (quase obrigatória) e bem rentável, não há dúvidas de que o email marketing é um dos melhores canais de comunicação para lojas virtuais, e é o que mais dá retorno (com um investimento relativamente baixo). Você deve escolher seu provedor (há serviços muito bons que deixam seu trabalho bem fácil). O MailChimp é o mais indicado; mas além dele, há outros como o Campaign Monitor. Daí, você deve preparar seus templates de email (de novo, aqui vale dar aquele amor para o design gráfico) e fazer emails bonitos e com conteúdo interessante. O legal dos serviços de email marketing é que eles te permitem analisar quantas pessoas abriram o email, quantas clicaram nos links etc. etc. A análise de dados é uma coisa muito poderosa.

8. Lance uma landing page
Até a sua loja ficar pronta, pode ser interessante deixar teasers e marcar presença na web com anúncios, mostrando qual é a da sua marca e o que você vai melhorar na vida de todo mundo. Isso vai começar a construir sua audiência e vai deixar todo mundo bem ansioso (e guardando um dinheirinho para quando a loja lançar). Deixe um campo para assinar sua newsletter e ficar por dentro e veja se você não vai pegar as pessoas pela curiosidade.

7. Instale o Google Analytics
Como falávamos antes, a análise de dados é poderosíssima. Numa loja física, você vê os clientes e pode até conversar com eles. Mas, numa loja virtual, você não consegue saber quantas pessoas estão na sua lojinha a menos que alguém esteja monitorando isso para você. E o Google Analytics é um dos principais meios para ter acesso a todos os dados da sua loja. Instale-o desde o começo e analise os números, semana a semana. Basicamente, você deve criar uma conta no Analytics, conectá-lo à sua loja e ativar tudo, para ter acesso aos dados do movimento da sua loja.

6. Pesquise suas palavras-chave
A pesquisa de palavras-chave é parte essencial da SEO. Escolhendo as palavras-chave certas, você ajuda os mecanismos de busca a entenderem melhor quem você é – e, consequentemente, a indicarem você para quem procura o que sua loja está vendendo.

**5. Acerte os detalhes finais da sua loja
**Depois que você cuidou das partes mais essenciais, dê um trato na sua loja virtual e confira se está tudo ok. Dependendo da plataforma, isso é muito mais fácil – você só precisa conferir o tema, as fotos dos seus produtos e todos os dados deles. Vale pedir ajuda para alguém que manja de programação (algumas plataformas têm editores de temas que são moleza) e garantir que o tema da sua loja está bonito e funcional.

4. Decida quais serão seus KPIs
KPI é do inglês Key Performance Indicators (indicadores-chave de performance). É uma sigla pra falar de métricas e de como você vai avaliar se o seu negócio está indo bem ou não. Nesse ponto, é legal pensar no seu plano de negócios e em onde você quer estar com esse negócio daqui a alguns anos. O que vai ser mais importante para avaliar o sucesso da sua loja? Alguns dados que podem ajudar a analisar o seu negócio são a taxa de vendas por mês, o ticket médio, a taxa de conversão e de abandono de carrinho. O número de fãs nas redes sociais ou a quantidade de assinantes da sua newsletter também pode ser um desses indicadores de performance.

3. Estabeleça sua estratégia de envio
A estratégia de envio é uma parte importantíssima da sua loja. Alguns dos fatores que você deve considerar quando for calcular como enviar os produtos de maneira rentável são as opções e materiais das embalagens, qual será o tempo e os custos de envio (principalmente se forem enviados por correio), como será a logística e a frequência de envio desses produtos etc.

2. Finalize seu plano e suas estratégias de lançamento
Você pode (e deve) aproveitar o lançamento para fazer promoções e chamar atenção para a sua loja. Como você já deve estar construindo uma audiência pelas redes sociais e pelo email marketing, vai ser mais fácil – e esse é um bom momento para mostrar que eles são especiais e fazer promoções exclusivas para cada canal.

1. Decolar!!
Agora que você completou esse checklist e fez toda a contagem regressiva, é hora de lançar sua loja virtual e contar a todo mundo sobre ela. Seus fãs já estão te acompanhando há um tempo, e devem estar bem ansiosos para começar a comprar seus produtos.
Essa hora é bem legal e emocionante, mas você não pode esquecer de que um negócio novo é um processo. Pode ser que você não acerte tudo de primeira ou que nem tudo corra como o esperado. É necessário ficar bem firme e fiel aos princípios que você estabeleceu para a sua loja, e trabalhar bastante (e, claro, nós estamos aqui para te ajudar).