Começando um negócio |

Como registrar o nome de uma loja virtual

Veja como registrar o nome de uma loja virtual e tornar a sua marca exclusiva e protegida de cópias indevidas, garantindo seu nome neste mercado tão vasto.

Sueida Johann

Sueida Johann

Veja como registrar o nome de uma loja virtual e tornar a sua marca exclusiva e protegida de cópias indevidas, garantindo seu nome neste mercado tão vasto.

Quando se fala em abrir um empresa, logo se pensa em que nome ela terá. Depois de muito pensar, finalmente o nome é escolhido. A maioria dos empresários busca um nome único e inédito, justamente para se destacar das demais empresas do seu meio. Para ajudar quem está nesta fase, veja como registrar o nome de uma loja virtual e tornar a sua marca exclusiva e protegida de cópias indevidas, garantindo seu nome neste mercado tão vasto.

Para o empresário é muito importante ter planejamento em seu negócio, tanto financeiro, ou de marketing, e outros. Mas além disso, o nome da empresa é algo primário e fundamental para identificar sua marca no mercado e resguardar o nome do seu negócio de possíveis cópias deve ser algo com que se preocupar. Para isso, o nome da empresa, tanto o social como o fantasia, deve ser registrado.

O público vai conhecer sua marca por meio do nome, e não é legal que o seu concorrente também tenha o mesmo nome ou um muito parecido na loja dele, causando confusão, não é?

Qual a diferença entre Razão Social e Nome Fantasia?

Se você quiser, seu negócio pode ter dois nomes, sabia disso? Pois é, o Nome Social e o Fantasia. Às vezes, quando efetuamos uma compra em um determinado comércio e olhamos a nota fiscal, o nome que consta lá é diferente do nome na fachada do lugar. Isso significa que a empresa possui um nome na Razão Social e outro Nome Fantasia.

A Razão Social é o nome “oficial” da empresa, ou o nome que vai constar nos documentos oficiais, como, por exemplo, as notas fiscais, o nome que você vai registrar no cartório e na junta comercial. Geralmente é um nome mais longo e complexo.

Já o Nome Fantasia trata-se do nome popular da empresa. Geralmente mais curto e mais fácil, por isso é utilizado no marketing, na divulgação da loja e torna-se mais fácil para os consumidores lembrarem e gravarem. Sabe quando um nome vem com o símbolo ® junto? Então, isso significa que esse Nome Fantasia está devidamente registrado no INPI.

O Nome Fantasia diz mais respeito ao conceito da marca, o que seu negócio deseja transmitir ao consumidor. Uma loja de produtos de bebês, por exemplo, precisa de um nome que transmita algo lúdico e infantil, como “Algodão Doce”. Já uma loja que vende discos de vinil de rock precisa de um nome que chame a atenção de um fã de rock: “Baú do rock n’roll”.

Na verdade, não é obrigatório que sua loja virtual tenha os dois nomes, você pode muito bem trabalhar com um só. Mas é fundamental que, se escolhido o Nome Fantasia também, então este deve ser registrado no INPI, assim como foi a Razão Social. E nada impede que, em um primeiro, momento você registre somente a Razão Social e, mais tarde, registre o Nome Fantasia.

Até podem existir dois nomes iguais de lojas por aí, mas com certeza elas não constam registradas no INPI. Por isso, tome cuidado se você desejar exclusividade em sua marca, o bom mesmo é registrar tudo certinho.

E como fazer o registro do nome da minha loja virtual?

Conforme consta no site do INPI, são 5 passos para efetuar o registro da sua marca. Veja:

Primeiro de tudo: entenda como funciona o registro e os tipos de marcas que você pode escolher. O site disponibiliza um Manual de Marcas e um link para a legislação sobre o tema.

Segundo: efetuar uma pesquisa no link disponibilizado pelo INPI para verificar se já constam outras marcas registradas com o nome igual ou similar ao que você escolheu. Caso já exista, mas de um ramo diferente do seu, se você quiser, ainda é possível fazer o registro. Um exemplo clássico é a revista Veja e os produtos de limpeza Veja. Ambos possuem o mesmo nome, mas natureza de produtos diferentes.

Terceiro: antes de iniciar realmente o registro, é necessário que se pague uma GRU. Confira os valores das taxas.

Quarto passo: bom, após definir e pesquisar o nome, chegou a hora de acessar o site do INPI para fazer o registro. Desta forma, a proteção da sua marca está garantida em todo o território nacional por um período inicial de 10 anos, podendo ser renovado sucessivamente.

Você vai preencher um formulário para efetuar o requerimento de registro. Conforme as regras do INPI, a princípio, não é necessário apresentar quaisquer documentos, mas o órgão pode solicitar eventualmente.

Quinto e último: acompanhar o processo. Durante todo o desenrolar do registro da sua marca, o INPI pode solicitar alguns documentos. Então, esteja atento para enviá-los. É um caminho longo, pode durar até cerca de 30 meses, mas no momento em que você entra com o processo, o nome escolhido já está protegido.

Após o deferimento do seu registro, existem ainda taxas a serem pagas, como a relativa aos primeiros 10 anos da marca e emissão do seu certificado.

Em resumo

O nome de uma empresa é muito importante, afinal ele identifica a marca para público e carrega o conceito do negócio. O nome também tem o poder de diferenciar sua loja neste mercado tão vasto. Ser único e se destacar dos concorrentes é algo que traz valor ao negócio. Com muito estudo e imaginação sua loja virtual pode ter um nome ímpar e de muito sucesso! Mas não esqueça de batizá-lo no INPI e garantir a exclusividade!

Créditos da Imagem: Freepik