como usar o Twitter |

Como promover seu negócio: um guia para escolher a melhor rede social

Sua loja precisa ser divulgada – escolha a rede social que mais combina com ela! Não é mais novidade que você precisa ter uma presença ativa nas redes sociais para promover seu produto ou

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Sua loja precisa ser divulgada – escolha a rede social que mais combina com ela!

Não é mais novidade que você precisa ter uma presença ativa nas redes sociais para promover seu produto ou serviço. A nova onda do marketing é a de atrair e fidelizar o público-alvo através de conteúdo – que não necessariamente precisa ter o seu produto no meio, mas deve refletir o estilo de vida do seu público. Então, de uns tempos para cá todas as marcas estão produzindo e selecionando conteúdo, além de interagir com os consumidores através da internet e das redes sociais, e isso gera um retorno bem interessante para as que conseguem se destacar – tanto em questão de fidelização do público quanto de aumento nas vendas e na divulgação da marca.

Só que, para um pequeno lojista, a boa prática pode se tornar um pesadelo. “Aimeudeus não vou ter tempo pra cuidar de todas as partes da minha loja e ainda bombar nas redes sociais!!!“. E, realmente, em um negócio que está começando o tempo pode acabar sendo curto para dar conta de tudo. E, aí, há duas soluções em que podemos pensar:

1. Alguém que cuide disso para você. E, aqui, apesar de parecer sempre uma boa ideia chamar aquele seu sobrinho-que-mexe-no-computador, é preciso ter muito cuidado. Teoricamente, essa posição envolve bastante pesquisa e análise e, mesmo que você não consiga bancar uma empresa especializada em marketing de conteúdo, é legal pedir esse serviço a alguém que, além de escrever bem (erros de português, por exemplo, fazem seus clientes saírem CORRENDO), manje de paranauês de SEO e tenha bastante familiaridade com as social medias da vida.

2. Tomar conta disso sozinho, mas focar em uma só rede social. Na verdade, essa é uma dica válida mesmo que você tenha alguém para cuidar da sua presença online. É muito – mil vezes – melhor fazer um trabalho legal em uma só rede social do que ter conta em todos os serviços existentes e deixá-los às moscas.

A rede social que você vai escolher para divulgar sua loja depende muito da natureza do seu negócio. Para te ajudar nessa decisão, fizemos uma lista com as principais redes sociais e para quem elas funcionam melhor:

Facebook

feici é, de longe, a rede social mais habitada atualmente. Estamos falando de números como 1.28 BILHÕES de usuários ativos mensalmente (todos esses dados de números de usuários foram tirados daqui). Então, se você quer ir para onde as pessoas estão, o Facebook é o canal, sem dúvidas. É lá, também, que dá pra encontrar a maior amplitude em usuários – desde os mais jovens e descolados até as mães, pais e admiradores da pesca esportiva (não que a pesca esportiva não possa ser descolada, claro). Apesar de ser bem ampla, a participação de jovens com 18-29 anos e das mulheres é destacada. Como nessa rede social as pessoas gostam de compartilhar coisas com as quais se identificam, o conteúdo das fanpages costuma ser bem compartilhável – daqueles “alô, sexta feira!” ou frases inspiradoras etc. – o que pode ser ótimo ou terrível, dependendo do público que você quer atingir.

É possível pagar por anúncios para o Mr. Zuckerberg, e isso costuma aumentar bastante o número de likes da sua fanpage. No entanto, é importante lembrar que quantidade e qualidade não estão necessariamente ligadas, e mais curtidas não necessariamente levarão a mais vendas na sua loja. Se você tiver paciência e fizer aquele trabalho de formiguinha, é possível bombar com uma fanpage só pelo crescimento orgânico, sem precisar pagar anúncios. Mas, se você souber direcionar bem seus anúncios (o FB permite fazer um recorte bem preciso de idade, sexo, localidade etc.), pode fazer ainda mais sucesso! Falamos mais sobre fanpages em outro post do blog, que você pode conferir >> aqui, e sobre o Facebook Ads, o sistema de propaganda deles >> aqui.

Um exemplo de fanpage bem legal é a da Sorriso de Papel, loja da minestore. Eles tem uma presença sensacional no Facebook: além de o conteúdo ser bem bonito e ter tudo a ver com a loja, há muita interação com as pessoas nos comentários. Dá uma olhada na fanpage deles >> aqui.

Twitter

Aaah, o Twitter. Enquanto no Facebook habitam textos politizados de 3 laudas, o Twitter está repleto de gifs de gato. Por ser uma rede social mais zuêra, o cuidado com a linguagem e a persona da sua marca deve ser redobrado. Isso porque é preciso soar minimamente natural – os caras não perdoam uma, e seguramente não vão perdoar o tom de tia-tentando-enturmar-com-a-juventude. A parte boa do Twitter é que todo mundo está por lá também – cerca de 255 milhões de usuários ativos mensalmente –, então é muito fácil encontrar sua turma e falar diretamente ao seu nicho de mercado.

Nessa rede social, você tem que resolver a maioria das coisas em 140 caracteres. Um encurtador de links como o Bitly pode ser útil nessas horas – e, querendo ou não, é sempre um bom exercício sintetizar ao máximo as proposições da sua marca, certo? Além disso, o Twitter permite uma interação que não se vê em outros lugares: é muito mais natural, por lá, começar a seguir desconhecidos ou interagir com eles apresentando sua marca. Lembre, ainda, de que o povo adora xingar por lá – então é bem provável que, se algum consumidor tiver uma reclamação para fazer sobre a sua loja, ela apareça pela sua timeline. Nessas horas, é importante não se exaltar e resolver tudo com calma.

A loja da minestore que melhor usa o Twitter é, de longe, a Sound and Vision. É legal dar uma olhada nela para perceber, principalmente, como é necessário (e bom) que uma marca tenha personalidade (é, estamos falando daquelas opiniões que todo mundo tem medo de expressar). Dá uma lida nele >> aqui.

Instagram

insta é uma das redes sociais que mais cresce atualmente, coisa de 200 milhões de usuários ativos mensalmente. Ele também é bem popular entre os jovens de 18 a 29 anos, e foi apontado em algumas pesquisas como a segunda rede social sem a qual as pessoas não conseguem viver (pois é: são usuários bem fiéis). A proposta deles combina com muitos estilos e marcas diferentes: isso porque a ideia de compartilhar momentos (com filtros especiais e bonitos) permite que toda marca apresente os making ofs, os behind the scenes, os meet and greets (e pode inventar mais nome em inglês que tá pouco, hein). Criar esse tipo de identificação do comprador com a sua marca é muito bom, e a interação que vem daí é muito legal.

Como o Instagram é uma rede social predominantemente visual, suas fotos têm que ser bonitas e bem tiradas. Aproveite para dar várias prévias de produtos novos, coleções, campanhas ou mostrar o dia a dia da sua loja – isso, esse dia a dia de empacotar pedidos mesmo!

Pyramid faz um uso bem legal do Instagram, aplicando todas as dicas que demos por aqui (o que não é nada difícil, com a qualidade das fotos deles!). Confere >> aqui.

Pinterest

O Pinterest não está no topo quando se trata de redes sociais mais populosas – tem cerca de 40 milhões de usuários ativos mensalmente –, mas eles têm um perfil de usuário tão delineado (e fiel à rede social), que se o seu público também for esse, você PRECISA estar lá.

O perfil médio do usuário do Pinterest são as mulheres, jovens/adultas e que valorizam artesanato, trabalhos manuais, design e esse lado mais ~artístico~. Por lá, sempre tem bastante inspiração em do-it-yourself, tutoriais e seus produtos podem integrar os boards a partir do estilo de vida de quem os compra e usa. Escrevemos mais sobre como utilizar o Pinterest para o seu negócio >> aqui, e outro ponto positivo é que eles estão investindo bastante no Pinterest for Business, então há várias dicas e modos de usar a rede social para seus negócios.