cálculo de vendas |

Como prever (e se preparar para) as vendas do fim de ano

As festas de fim de ano são uma ótima oportunidade para vender mais – só que você precisa estar preparado! Ter uma loja virtual é um exercício constante de tentativa e erro (pois é,

Keslen Deléo

Keslen Deléo

As festas de fim de ano são uma ótima oportunidade para vender mais – só que você precisa estar preparado!

Ter uma loja virtual é um exercício constante de tentativa e erro (pois é, né?). Como acontece com a maioria das coisas, ninguém nasce sabendo como administrar um pequeno negócio – e ousamos dizer que aí está a graça de continuar abrindo pequenos negócios (e vivendo, enfim). O ponto é que com cada produto, cada coleção e depois de cada venda, você aprende coisas novas e adquire informações preciosíssimas para continuar ganhando um dinheirinho com o comércio virtual. Se você souber interpretar e usar essas informações a seu favor, as chances de você aumentar cada vez mais seus lucros são muito grandes. E, perto do fim do ano, as vendas em todo o comércio costumam subir bastante – se você conseguir prever com maior exatidão quanto vai vender, pode preparar todo o seu estoque antes e evitar dores de cabeça desnecessárias (como aquele produto que simplesmente não vende ou aquele que acabou, mas poderia ter vendido muito mais).

Nesse post do blog do Etsy, escrito pela Abby Feuer, a artesã Suzi Dia (a loja dela, The Pillow Studio, é bem legal) dá umas dicas para preparar sua loja pensando nas festas de fim de ano. Ela também assegura que aprendeu a maior parte das coisas observando, analisando e arriscando um pouquinho volta e meia. Ela conta que percebeu, por exemplo, que algumas almofadas da loja têm estampas que saem mais no inverno ou na primavera (e ter esse tipo de informação é muito bom para fazer planos a curto e longo prazo). Se você já tem uma loja virtual há alguns meses, pode coletar todos os dados de vendas e observar esses padrões. Mas, se você começou agora, também é possível fazer previsões a partir do comportamento dos seus clientes ou de outras lojas que você conhece (não subestime a arte de perguntar!). Juntando a pesquisa e a intuição, sua loja virtual pode ter um natal bem mais feliz esse ano.

Primeiro, vamos aos números

Para fazer uma previsão mais embasada, é necessário observar atentamente os números que você já tem aí. Se você já tem os dados de pelo menos um ano de vendas da sua loja virtual, o primeiro passo é decidir se você vai calcular a taxa de crescimento pelo número de pedidos ou pela receita total. Aí, o passo seguinte é calcular a taxa de crescimento através da seguinte equação comparando o mesmo período no ano corrente e no último ano.

Atenção para a equaçãoTaxa de crescimento: ([Valor atual – Valor antigo] / Valor antigo) x 100

Bateu saudade daquela aula de matemática agora, não? Exemplificando agora, pra ficar bem claro: se o total de pedidos da sua loja em abril do ano passado foi de 10 itens e, em abril desse ano, 20 itens, temos que ([20-10] / 10) x 100 = 100% de taxa de crescimento. Tranquilo, né?

Agora, o próximo passo é calcular essa taxa comparando quantos meses for possível. Se sua loja teve algum boom recente, vale até calcular comparando o mês de abril a fevereiro ou março, por exemplo. Ter todas essas porcentagens de taxa de crescimento vai te ajudar a projetar um número para o período de fim de ano – e, aí, você pode usar uma média do crescimento da sua loja nos últimos tempos, ou algum dos números que tenha se repetido mais em épocas de boas vendas, ou até ousar um pouco, se estiver nos seus planos investir na promoção da sua loja ou em ações especiais.

Agora que você chegou a um número para a taxa de crescimento da sua loja, é hora de determinar quantos produtos você precisará ter no seu estoque. Para isso, temos mais um momento equaçãoPrevisão de vendas = (100% + Taxa de crescimento) x Número de vendas. Calma, a gente exemplifica. Se você teve 30 vendas em outubro do ano passado e determinou uma taxa de crescimento de 33%, nesse ano você deve esperar algo em torno de 40 vendas.

Se você é novo nesse esquema de loja virtual e ainda não tem todos os dados disponíveis, o melhor é pesquisar. A Suzi, lá da loja de almofadas, começou procurando a média anual de vendas das lojas que tinham produtos similares aos dela, e aí chegou a uma fórmula que levava em conta os custos com matéria-prima, junto com a quantidade de almofadas que ela esperava vender, para não ameaçar a rentabilidade do negócio e não investir mais do que conseguiria naquele período. 

Nunca esqueça: é preciso tentar estratégias diferentes e se preparar com antecedência

Há mais de um jeito para coletar essa informação que você precisa para prever o número de vendas da sua loja. Você também não precisa escrever tudo em pedra ou seguir algum método à risca, exagerando nos cálculos. É possível, sim, seguir um pouco sua intuição e pensar em quais produtos farão mais sucesso nessa época do ano e com o seu cliente médio. Depois, caberá a você também promover adequadamente esses produtos para garantir que as vendas cheguem perto do que você previu. O importante é não dar nenhum passo muito além do que é seguro, fazendo investimentos altos demais em um só produto, por exemplo.

Como a Suzi produz todos os produtos da loja, ela costuma armazenar bastante matéria-prima lá por setembro e outubro, procurando evitar que algo acabe quando os pedidos começarem a aumentar. Se você produz o que vende na sua loja, portanto, essa é uma dica de ouro. Se você apenas revende, ou lida com fornecedores, também é importante providenciar esse estoque antes que as coisas comecem a pegar fogo (apenas no sentido figurado pois não é recomendado botar fogo no seu estoque, ok??!). E, lá por janeiro/fevereiro, é importante voltar para essas contas e verificar o que se aplicou (ou não). Assim, você consegue resultados ainda melhores no próximo natal.