como organizar tarefas |

Como dar conta da vida enquanto abre um novo negócio?

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Dicas de organizau00e7u00e3o para conseguir conciliar vida, trabalho e

Keslen Deléo

Keslen Deléo

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Dicas de organizau00e7u00e3o para conseguir conciliar vida, trabalho e novos projetos"]">Dicas de organização para conseguir conciliar vida, trabalho e novos projetos

Nós já dissemos que, ainda que intenções sejam coisas bonitas, elas não são nada sem ação e que você só constrói quem é de verdade a partir do que faz. Além disso, já falamos que você pode planejar um novo negócio mesmo enquanto toca seu emprego atual – e esperar tudo entrar nos eixos para não ficar louco ou desistir no meio do caminho.

Mas – e aí a coisa fica mais complicada – como conciliar um trabalho, um projeto novo, uma vida social, um tempo para preguiça e um cineminha pelo menos uma vez por semana?

Bem, sem querer descambar para o lado daqueles manuais de empreendedorismo-louco-motivacional, mas já descambando, você tem a mesma quantidade de horas em seu dia do que todas as outras pessoas do mundo: a Beyoncé, o Bill Gates, o Silvio Santos etc. O modo como cada um utiliza essas horas é que determina o que farão (e, por consequência, o que serão).

Então, dá uma olhada nessas dicas (que certamente seriam aprovadas por Queen B. e o grande Homem do Baú) para utilizar melhor seu tempo, principalmente quando você tem que administrar um projeto paralelo:

Estipule uma quantia de tempo diária e coloque o alarme para tocar: se você quer dedicar uma hora diária ao seu projeto, faça isso todo dia (e sem interrupções: desligue alertas, notificações e avise as visitas que sua agenda está cheia nesse horário). É tipo aquela motivação que você precisa pra ir à academia todo dia. No começo é difícil, mas depois acostuma (e você passa a sentir falta quando não faz).

– Se sua casa é cheia de tentações (amigos/geladeira/cama quentinha), vale até passar esse tempo em algum outro lugar: um café, a biblioteca pública, um espaço de coworking… Qualquer lugar que te ajude a manter o foco no seu projeto.

– Ferramentas como o Google Agenda ou o Trello são legais para organizar as atividades. Além disso, você pode estruturar tudo com um mindmap (como o do mindmeister). Se funcionar melhor para você, a boa e velha agendinha de papel também resolve tudo.

– Aproveite melhor seu tempo: separe as atividades que você tem que fazer enquanto está na rua, o que você pode resolver em menos de 2 minutos, o que requer mais tempo ou alguma ligação, enfim. Quando cada uma dessas atividades estiver num grupo determinado,* monte um cronograma com um horário determinado para cada grupo de atividades*. Assim, você resolve várias coisas de uma só vez e otimiza as saídas.

Separe um tempo para ficar sossegado: isso é muito, muito importante! E, ainda que tenha um tempo só para você, tente deixar as atividades cotidianas mais prazerosas: se precisar ler alguma coisa, deite na grama e aproveite para tomar um sol; se precisar fazer uma reunião, marque num café e coma uma fatia bem grande de bolo de chocolate…

– No seu trabalho, você normalmente tem alguém para supervisionar tudo o que está fazendo. Mas, se você tem um projeto paralelo, a pessoa responsável por ser bem chata e ficar cobrando coisas de você é você mesmo. Faça bem esse papel e aproveite para ser um mala sem alça (com você mesmo, tá liberado!).

Comente com seus amigos e divida seus planos com algumas pessoas. Às vezes, elas têm soluções bem simples nas quais você nem tinha pensado, e uma conversa de meia hora resolve o que dias de trabalho não conseguiriam.