como criar uma loja virtual grátis |

Como criar uma loja virtual grátis

Veja algumas dicas básicas de como criar uma loja virtual grátis, bastando ter acesso a internet, uma boa ideia e planejamento

Sueida Johann

Sueida Johann

Veja algumas dicas básicas de como criar uma loja virtual grátis, bastando ter acesso a internet, uma boa ideia e planejamento

O mundo das vendas virtuais está em franca expansão e só tende a crescer cada vez mais. Podemos encontrar negócios de diversos ramos no comércio eletrônico, desde lojas de roupas e cosméticos até cursos de línguas, produtos alimentícios, autopeças e por aí vai. Se você quer participar desse mundo mas não possui uma reserva financeira para começar, preparamos algumas dicas básicas de como criar uma loja virtual grátis, bastando ter acesso a internet, uma boa ideia e um pouco de planejamento.

Loja virtual totalmente grátis não existe!

Antes de seguirmos em frente, precisamos deixar um ponto bem claro: você não vai conseguir montar um negócio de graça! Investimento inicial baixo ou zerado é uma coisa. De graça é outra. Por exemplo, para montar uma loja virtual você precisa, no mínimo, desses componentes:

  • Hospedagem: que é onde você colocar seu site de comércio para rodar
  • Uma plataforma de comércio eletrônico: isso envolve programação. É, na prática, um software. Assim como você usa o Microsoft Word para escrever ou o Microsoft Excel para gerenciar suas finanças, há um software especializado por trás de uma loja de e-commerce;
  • Um gateway de pagamento: sabe quando você vai na padaria ou supermercado e paga com cartão naquelas maquininhas? Então, em um comércio eletrônico você vai precisar do equivalente às maquininhas para receber pagamentos e é para isso que serve — de maneira grosseira — um gateway de pagamento.

Além desses componentes em si, você vai precisar, por exemplo, integrar o gateway de pagamento com a plataforma de comércio que estiver usando. Isso costuma ser uma dor de cabeça daquelas.

Sobre o gateway de pagamento, como você está começando, vai ter pouco volume e, provavelmente, não vai conseguir negociar boas taxas para os recebimentos com cartão e boleto. Normalmente, quando seu negócio bombar, você consegue negociar taxas melhores.

E falando em seu negócio bombar, a hospedagem pode ser um problema nesse momento, porque você paga pelo tráfego que gera e consome. Imagine que sua loja tem várias e várias imagens lindonas (e grandes). Quando alguém acessa sua loja e essas imagens são baixadas no computador dela, você paga por esse tráfego saindo da sua hospedagem. Curiosidade: um dos maiores custos operacionais da minestore é justamente bancar esse tráfego das lojas.

Percebeu que são vários componentes certo? E apenas demos uma ideia geral. Acha que algum deles vai sair realmente de graça? Não vai. Se você resolver, por exemplo, usar uma plataforma de código aberto (sem custo para usar), você vai precisar resolver os outros dois pontos: hospedagem e gateway de pagamento.

Enfim, nosso ponto é: procure escolher soluções com custo fixo inicial baixo, que não custem muito, por exemplo, para manter sua loja no ar. O segredo de conseguir colocar seu negócio para funcionar sem investimento é justamente não ter custo fixo inicial.

Hora do jabá: a minestore é, senão a única, uma das poucas plataformas do mercado em que existe a possibilidade de você realmente pode manter uma loja no ar sem custo. No plano TREND você só paga pelas transações/vendas que realizar, ou seja, na minestore seu custo fixo pode ser zero. Isso te ajuda ou não a vender? 🚀

Estudar sobre o negócio na web

O primeiro passo para iniciar algo novo é estudar sobre o assunto, neste caso, como funciona um negócio de comércio eletrônico.

Por meio de livros com cases de sucesso — e de fracassos também — é possível ter uma noção de como ser bem sucedido e que nem tudo são flores no mundo virtual. A ilusão de que por ser uma loja virtual não precisa de muita dedicação é errada. Não precisar de uma grande quantia em dinheiro para iniciar o negócio, não significa não trabalhar muito.

Há diversos cursos que podem ser feitos, tanto online como presencial, que são direcionados a ajudar novos empreendedores nessa jornada.

O Sebrae é um bom aliado para todos os empreendedores, pois fornece suporte via cursos e dicas de como montar e administrar o negócio. Recentemente, o Sebrae tem feito um esforço grande para se conectar com iniciativas no mundo online e, claro, comércio eletrônico é uma delas. Então não deixe de falar com o Sebrae da sua cidade ou estado, tá?

As plataformas de comércio eletrônico também oferecem cursos sobre como aprender como funciona todo o processo e a estrutura de uma loja online.

Ter uma boa ideia de negócio também é importante para ser mais assertivo na hora de empreender no mundo virtual. Se estiver sem muita criatividade para escolher o que quer vender, dá uma olhada no nosso artigo sobre Ideias para lojas virtuais e inspire-se!

Plano de negócio

É importante o empreendedor saber aonde quer chegar. Mesmo sem investimento inicial é necessário ter planejamento para o futuro. Quando o dinheiro começar a entrar, é preciso administrar o fluxo de caixa com responsabilidade para que sua loja cresça cada vez mais.

Já abordamos esse assunto em nosso artigo sobre Planejamento financeiro para sua loja virtual, confere lá e veja como é importante fazer um bom planejamento e garantir que suas finanças sigam em ordem e seu negócio tenha sucesso.

Precisamos destacar um ponto: você vai precisar reservar uma boa parte do dinheiro que entrar para investir no próprio negócio. Claro que todos temos que pagar as contas no final do mês e você vai precisar de dinheiro para isso também, mas separe claramente o dinheiro da empresa e a sua retirada ou salário. Não esqueça que não pode retirar tudo da empresa, porque ela é a sua “galinha dos ovos de ouro”.

E como mantenho o negócio funcionando?

Claro que já pensamos muito nesse desafio, então dá uma olhada no nosso artigo sobre Como gerenciar uma loja virtual.

Plataformas “alugadas”

As plataformas de comércio eletrônico são uma ótima opção para quem está iniciando sua loja de pequeno ou médio porte, pois além de promoverem a facilidade em todo o processo da venda online e fornecer a estrutura pronta para o site da loja, também possuem um custo acessível ou até custo zero para manter sua loja no ar.

Lembre-se, totalmente de graça você nunca vai encontrar nada. Ou você acha, por exemplo, que os Correios vão despachar sua mercadoria de graça? Ou que os gateways de pagamento vão aceitar transações com cartão para sua loja de graça?

Existem plataformas que só cobram uma mensalidade fixa do lojista, outras cobram uma mensalidade e uma taxa administrativa. A minestore, por exemplo, é totalmente flexível, existe a possibilidadede plano sem custo mensal fixo e somente uma porcentagem das vendas efetivadas e também a possibilidade de mensalidade e uma pequena taxa administrativa.

A minestore é uma plataforma que investe nos lojistas. Com nosso plano TREND investimos em empreendedores que acreditam em seus negócios.
Então, se você acredita em você tanto quanto nós, porque ainda não começou seu negócio?

Crie sua loja agora na minestore