Betabrand |

Fuja do comum ao escolher modelos para as fotos da sua loja virtual

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Como a Betabrand, que usa mulheres PhDs nas fotos

Keslen Deléo

Keslen Deléo

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Como a Betabrand, que usa mulheres PhDs nas fotos dos produtos"]">E veja o exemplo da Betabrand, que usa mulheres PhDs nas fotos dos produtos

A Betabrand, e-commerce de roupas de São Francisco (EUA), tem feito um trabalho de branding sensacional. Sabe quando falamos que é importante construir uma marca a partir do relacionamento com o cliente, ouvi-lo e saber de que ele precisa? Então, eles fazem tudo isso muito bem. Em breve, vamos falar mais de todo esse esquema; agora, na onda do photoshop fail da Target, queremos falar da coleção Spring 2014. Ao invés de colocar lá modelos internacionalmente conhecidas, magérrimas e retocadas, a Betabrand escolheu 15 acadêmicas de PhD de universidades americanas para divulgarem os produtos da coleção. Tipo a moda encontrando a gaiola das cabeçudas.

Chris Lindland, cofundador da Betabrand, ressaltou que é provavelmente a primeira vez que uma marca usa engenheiras nuclares no catálogo de uma coleção; além disso, ele adorou a experiência de ter as minas dando ideias novas para os ensaios e as fotos, numa troca de experiências que disse ser o objetivo da marca.

Fonte: http://bit.ly/1m4pHMx