bitcoin |

Afinal, o que é Bitcoin?

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Um guia b\u00e1sico para conversas em almo\u00e7o

Keslen Deléo

Keslen Deléo

<span data-sheets-userformat="[null,null,769,[null,0],null,null,null,null,null,null,null,1,0]" data-sheets-value="[null,2,"Um guia b\u00e1sico para conversas em almo\u00e7o da firma"]">Um guia básico para conversas em almoço da firma

Nos últimos tempos, são muitas as notícias por aí falando do Bitcoin. Se você também vê, lê, mas não consegue entender direito como tudo isso funciona, você não é o único. Tamo junto. E, pra que fique mais fácil entender o que é essa nova moeda, como ela funciona e por que apontam ela tanto como a vilã dos assassinos de aluguel da deep web quanto como a salvação da economia mundial, separamos aqui alguns tópicos importantes.

– Foi em 2009 que um tal de Satoshi Nakamoto introduziu o Bitcoin. Mas, até agora, ninguém sabe direito quem ele é (ou quem eles são).

– Toda moeda, essencialmente, tem algo que garanta seu valor (ouro, normalmente, apesar de que hoje em dia a especulação tornou tudo mais virtual), e é regulada por algum órgão oficial (os governos). Há tempos, as pessoas tentavam estabelecer uma moeda virtual, mas sempre empacavam nessas dificuldades. Daí surgiu essa moeda, que tem animado as pessoas.

– Há um número máximo de Bitcoins, que podem ser minerados e circularem por aí. Esse número de é 21 milhões de BTC, e essa mineração acontece por meio de códigos.

– Não há monitoramento do governo: tudo é controlado por protocolos P2P na internet (muitos governos estão proibindo o uso da moeda justamente por essa falta de controle).

– O Bitcoin não é físico: o dinheiro consiste em um código (e, aí, você pode usar apps e outros mecanismos para proteger esse código e não perdê-lo. Aliás, se perder o código, você perde o dinheiro). As transações são feitas também por meio desses códigos.

– No entanto, o sistema é extremamente seguro: é quase impossível inventar, reproduzir ou duplicar esses códigos. E, como só há 21 milhões de BTC que podem ser minerados, sua cotação em dólares tem sido muito valorizada nos últimos tempos.

– Por não haver nenhum governo envolvido, algumas pessoas creem no Bitcoin como a liberdade nas transações financeiras, principalmente porque não há taxas abusivas.

– Apesar de muitos estabelecimentos já aceitarem pagamentos em BTC, alguns governos estão proibindo a moeda, principalmente por suas ligações com a Silk Road, uma espécie de mercado negro online.

Mais informações aqui: http://glo.bo/M6kS5p e aqui: http://bit.ly/1kNWxQW