tendências de e-commerce |

7 tendências de e-commerce para 2016

Já é tempo de desenhar a sua estratégia para 2016! Antes disso, confira quais são as tendências de e-commerce para o próximo ano! É bem provável que nos últimos dias você esteja se

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Já é tempo de desenhar a sua estratégia para 2016! Antes disso, confira quais são as tendências de e-commerce para o próximo ano!

É bem provável que nos últimos dias você esteja se dedicando às entregas e ao gerenciamento dos pedidos de Natal do seu e-commerce, certo? (nós, inclusive, estamos torcendo para que as suas vendas estejam incríveis!)

Depois que todas essas responsabilidades de final de dezembro passarem, já será a hora de parar e pensar em estratégias para a sua loja virtual no ano que vem. O nosso texto de hoje tem justamento esse enfoque: te apresentar quais serão as principais tendências de e-commerce para 2016. Dessa maneira, você pode entender melhor qual é o cenário atual das lojas virtuais e desenhar quais serão as suas ações para as vendas aumentarem ainda mais. Confira!

1- Compras através dos dispositivos móveis

O smartphone está na mão de uma porcentagens elevadíssima de brasileiros. Por conta disso, cada vez mais compras serão realizadas através desse dispositivo móvel. De acordo com o relatório Webshoppers, no primeiro semestre de 2015 10,1% das compras foram feitas pelo tablet ou smartphone. Anote aí: esse número vai ser ainda maior em 2016!

2- Unificação de canais

Além de muitas pessoas realizarem as compras através dos dispositivos móveis, os tablets e smartphones fizeram com que uma nova maneira de compras surgisse, chamada omnichannel. Antes de ir ao shopping comprar um determinado produto, o consumidor procura informações sobre ele no celular, busca avaliações e comentários nas redes sociais, pensa, analisa e finalmente passa o cartão de crédito (não necessariamente lá no shopping, que foi onde ele conheceu o produto!). O local onde o consumidor compra não importa. Ele quer é encontrar o que precisa independente do canal que escolher!

3- Pesquisas de preço antes da compra ser efetuada

Ainda falando em pesquisas, em 2016 o número de pessoas realizando buscas para encontrar os melhores preços e produtos será ainda mais alto (ainda mais levando em consideração que a crise financeira ainda está muito presente na realidade brasileira).

4- Layout responsivo

Os e-commerces que não tiverem layout responsivo estão com os seus dias contados. Como já falamos anteriormente, os consumidores adoram abrir as lojas virtuais a partir dos dispositivos móveis. O seu site não se adapta a essas telas?! Então tchau!

5- Atendimento nota 10

Esse já é um fator muito presente atualmente, e irá continuar em 2016. Os consumidores gostam de receber um atendimento excepcional, e não têm tempo a perder. A credibilidade de uma loja muito se o cliente precisa esperar para receber as respostas que procura.

6- E-commerce como renda extra

Por conta da crise, muitas pessoas vão procurar maneiras alternativas para faturar uma graninha extra. O e-commerce posiciona-se como uma ótima vitrine para quem pretende realizar vendas!

7- Plataformas de e-commerce baratas e fáceis de usar

Investir muito dinheiro em plataformas de e-commerce já é algo do passado. Em 2016, os pequenos e médios empreendedores vão escolher plataformas que sejam intuitivas na hora de usar e baratas (e neste momento não podemos de fazer um jabazinho da minestore, né?!)