boas práticas para loja virtual |

5 Melhores práticas para sua loja virtual

Conheça os hábitos e estratégias que fazem diferença na hora de administrar sua loja virtual.

Sueida Johann

Sueida Johann

Conheça os hábitos e estratégias que fazem diferença na hora de administrar sua loja virtual

A experiência de efetuar uma compra online pode ser extremamente positiva ou terrivelmente frustrante, dependendo de fatores chave como facilidade de navegação no site, agilidade na hora da entrega, qualidade dos produtos e tantos outros que influenciam a avaliação final do serviço.

Os aspectos que qualificam a funcionalidade de um e-commerce não são necessariamente os mesmos de uma loja física. O mercado virtual funciona com regras completamente diferentes e exige cuidados que as vendas cara-a-cara muitas vezes dispensam.

Seja migrando sua loja para a internet ou começando um e-commerce do zero, existem práticas valiosas para atingir seus consumidores e transformar seu site em uma experiência positiva – daquelas que fazem a gente querer voltar mais vezes. Separamos aqui nossas melhores dicas para fazer seu e-commerce decolar:

1. Site responsivo

Um site é considerado responsivo quando ele se adapta a diferentes tamanhos de tela sem prejudicar a navegação. Uma pesquisa feita pelo Google aponta que os acessos feitos com dispositivos móveis já ultrapassam os de desktops, ou seja, existem mais consumidores chegando ao seu e-commerce através de smartphones do que através do computador.

Um site responsivo reorganiza seu conteúdo de acordo com o tamanho da tela em que é exibido, deixando as informações mais importantes sempre em primeiro lugar. Lembre-se de que é muito desgastante acessar um site pelo celular e se deparar com um menu desformatado, textos sem ajuste e outras dificuldades de visualização.

2. Navegação intuitiva

Torne a experiência de compra no seu e-commerce uma tarefa fácil para o consumidor. Adicione filtros de produtos para que o cliente encontre o que procura sem precisar perder tempo revirando o site de cabeça para baixo. Lembre-se de que a rapidez já é pré-requisito para fazer parte do mundo virtual. Afinal, o seu concorrente está a um clique de distância.

Procure oferecer sempre imagens de alta qualidade dos produtos, descrições claras e bem redigidas, revisões e botões call to action. Resumindo: antecipe as necessidades do cliente. Um site com navegação simples faz toda a diferença na hora de concluir a compra ou abandonar o carrinho.

3. Títulos e tags

Não subestime a importância de bons títulos nas páginas de seu site e das tags que classificam seus produtos. Pense com atenção sobre as palavras-chave que pretende usar e tenha ciência de que essa escolha irá influenciar nas suas chances de ranqueamento em sites de busca.

4. Logística

A Amazon, um dos e-commerces de maior destaque no mundo todo, tem a agilidade de entrega como responsável por grande parte da sua fama. Lojas virtuais que conseguem efetuar transportes rápidos têm receptividades muito maiores com o público, já que derrubam a principal barreira entre e-commerces e lojas físicas: o tempo de espera.

Uma logística mal feita pode colocar a perder todo o resto do seu trabalho, gerar avaliações negativas e fazer com que o cliente não volte a comprar no seu site. Para conseguir cumprir os prazos de entrega, é preciso integrar todas as etapas da logística:

  • Recepção e conferência dos produtos
  • Estocagem dos produtos no galpão
  • Envio dos produtos para a preparação do pedido – Picking
  • Envio dos pedidos para a transportadora
  • Rastreamento de pedidos enviados
  • Controle de entrega

Ofereça sempre aos clientes acompanhamento em tempo real para que eles saibam quanto tempo ainda precisam esperar pela encomenda. À medida em que a quantidade de pedidos em sua loja for crescendo, é preciso reorganizar as estratégias para acompanhar o aumento do fluxo.

5. Feedback

Não existe nada melhor do que o feedback de seus clientes para saber como seu e-commerce é visto de fora. Incentive o público a deixar mensagens e comentários, classificar os produtos e avaliar seu serviço em geral.

Comentários, mesmo quando negativos, são uma ótima forma de saber o que já está dando certo e o que ainda precisa melhorar.

LEIA MAIS: Como lidar com as críticas no e-commerce?

Cuide de cada detalhe para que seu e-commerce seja um ambiente harmônico, onde o cliente é bem-vindo e não tem dificuldades para encontrar o que precisa. Lembre-se de que a experiência de compra começa com o acesso ao site e termina só quando o cliente recebe a encomenda – de preferência em excelentes condições e dentro do prazo estipulado.