abrir uma loja virtual |

3 coisas que você pode testar antes de abrir sua loja virtual

Abrir uma loja virtual é rápido – mas não precisa ser uma empreitada sem planejamento. Veja aqui o que dá pra testar antes A gente vive dizendo aqui que abrir uma loja virtual é

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Abrir uma loja virtual é rápido – mas não precisa ser uma empreitada sem planejamento. Veja aqui o que dá pra testar antes

A gente vive dizendo aqui que abrir uma loja virtual é a coisa mais rápida do mundo, que você consegue fazer tudo em menos de uma semana etc. etc. E é verdade: para começar seu próprio negócio, o recurso de que você mais precisa é a coragem. Aquele pontapé inicial que te faz sair da inércia, sabe? No entanto, nem todas as pessoas são locas assim, super impetuosas e sem medo de começar novos empreendimentos. Muita gente precisa testar, experimentar e ter certeza do que está fazendo antes de dar aqueles pequenos grandes passos para o homem e a humanidade. E isso também está 147% correto: o importante é descobrir como funciona para você, aí. E hoje, vamos falar mais diretamente com quem curte testar todas as opções antes de bater o martelo, mostrando 3 coisas que é possível (e recomendável) testar antes de abrir uma loja virtual.

1 Plataforma

Cada empreendedor, cada marca, cada negócio tem suas particularidades e é um fato que nem todas as plataformas de ecommerce serão ideais para todos os casos (apesar de a minestore ser a mais legal delas :D). Por isso, é importante testar as possibilidades que mais têm a ver com o seu negócio para ver onde você se adapta melhor. E, aí, incluímos não só os preços, mas também a interface da plataforma, o suporte oferecido, as features… Apesar de muitas plataformas cobrarem mensalidade, costuma haver um período de teste em quase todas. *Como na minestore não há mensalidade nenhuma, você pode abrir uma loja e testar a plataforma a qualquer momento *– sem grilos nem boleto de cobrança.

2 Layout e temas

O layout da sua loja virtual funciona como uma vitrine e todo mundo sabe disso. Você mesmo: quantas vezes já desistiu de comprar alguma coisa pela internet – por melhor que tenha sido o preço – achando que o visu da loja era pouco profissional? E quantas vezes quis morar dentro de uma loja virtual, porque era a coisa mais bonita que já tinha visto na world wide web? Testar o layout, pensando em tudo que a sua marca representa e como você vai traduzir isso em conceitos visuais, é imprescindível para vender bastante online. Para isso, também vale testar as possibilidades da plataforma, pedir opiniões ou a ajuda de alguém que manje de programação e código html. Se você está sem inspiração, a maioria das plataformas tem temas padrão que podem ser personalizados (na minestore, são 12).

3 Aceitação dos produtos

Esse é um ponto que você testa tanto dentro da plataforma quanto fora dela. E, aqui, você consegue evitar um problema meio clássico: sabe quando você faz aquela capa de patchwork para a máquina de lavar (oi?), estampa de bichinho, acabamento primoroso, posta uma foto no face e todo mundo curte, mas ninguém compra? Por mais que a aceitação dos amigos seja um ponto importantíssimo quando você vai abrir sua loja virtual (afinal, muitos deles te ajudarão a divulgar esses produtos), é importante que você comunique-se não só com eles, mas mais especificamente com o seu público-alvo. E, aí, vale procurar fóruns, grupos específicos do Facebook etc., e ver o que as pessoas dizem.  O feedback delas é importante para validar e aprimorar seus produtos, junto com o seu catálogo, e vender o que as pessoas querem comprar.