comprar artesanato |

3 coisas que uma loja pequena pode fazer e uma loja muito grande jamais conseguirá

Sabe qual o melhor jeito de competir com grandes lojas virtuais? Não competir com grandes lojas virtuais Há três razões pelas quais as pessoas gostam de comprar numa loja virtual dessas enormes: catálogo,

Keslen Deléo

Keslen Deléo

Sabe qual o melhor jeito de competir com grandes lojas virtuais? Não competir com grandes lojas virtuais

Há três razões pelas quais as pessoas gostam de comprar numa loja virtual dessas enormes: catálogo, preço e frete grátis. Como dono de uma loja virtual menor é mais difícil, senão impossível, competir nessas áreas. Seu catálogo sempre será um pouco limitado e com suas margens menores, fica bem difícil cortar drasticamente o preço (isso pra não falar do frete grátis).

Mas aí, como competir? Simples: basta focar nesses três pontos que só os pequenos negócios podem fazer, e as grandes lojas não conseguem.

Vender produtos únicos

Para continuar no mercado, as lojas maiores precisam comprar e vender em grandes quantidades. Aquele chapeuzinho bonitinho que você vê para vender na loja parece único, mas tem mais 1.000 deles no estoque. Se um cliente quer um chapéu realmente único, precisa ir até um negócio menor. Além disso, ao vender itens que ninguém mais vai ter ou edições limitadas, você oferece aos seus clientes a chance de se destacar na multidão. Não vai ser um ponto importantíssimo para todas as pessoas, mas para aqueles que se consideram trendsetters, é uma justificativa bem importante para as suas vendas. Se você é artesão, melhor ainda: não vai ter dificuldade nenhuma para produzir coisas únicas.

Personalizar

Quando uma loja grande diz que vai personalizar o presente que você comprou, normalmente isso significa só que vão bordar ou gravar o nome da pessoa em algum lugar. Quando um artesão diz que personaliza um presente, a história é outra. Cores, material, tamanho, formato ou tema – quanto mais opções de customização você conseguir oferecer, melhor. E nem precisa parar no produto: pode ser interessante também oferecer embalagens e cartões personalizados, escritos à mão etc. Deixe que os clientes criem seu próprio kit de presente de uma seleção de itens da sua loja, por exemplo. Receber presentes é sempre legal, mas quando um presente reflete a personalidade de quem o recebe, ele fica ainda mais especial.

Entregar mais do que produtos

Coisas são legais e importantes, vendê-las é o que paga as contas de um pequeno lojista, mas é preciso ter mais do que apenas produtos na sua prateleira. Você tem experiência e sabedoria e tempo e gosto. Ensine seus clientes a cuidarem direito daquele produto feito à mão e personalizado, dê como brinde daquele pedido de velas aromáticas um ebook romântico, entregue junto com aquele kit de molhos um livreto de receitas, ofereça aulas grátis online sobre o que você sabe fazer ou consultorias rápidas para dar dicas de presentes etc. Seja prestativo e vá muito além do que o seu cliente poderia esperar. Teve uma vez que uma loja pequena de máquinas de costura do Reino Unido emprestou uma máquina caríssima pra uma cliente quando a dela estragou. Com toda certeza, a Americanas ou o Ponto Frio não fariam isso.

Quando você ajuda seu cliente a fazer algo melhor, mais rápido ou mais facilmente, eles não só voltarão como também enviarão seus amigos e tudo isso vai contribuir para aumentar seus lucros no fim do dia.

O melhor jeito de competir com lojas muito grandes é parar de tentar. Fique firme na sua posição de negócio pequeno – isso é algo que as grandes lojas nunca conseguirão ser.

Fonte